Festival da Tainha é atração de agosto na Ceagesp

Pelo terceiro ano consecutivo, a Ceagesp será o palco de mais um Festival Tainha, iniciativa da Japesca Distribuidora de Pescados e Cantina do Pescador, ambas atuantes no entreposto da Leopoldina. 
Até
26
de agosto 2018
Domingo - Sábado
Sábados, das 12h às 21h e aos domingos, das 12h às 18h.
Por: Redação | Comunicar erro

O evento conta com apoio da  Associação de Comerciantes Atacadistas de Pescados no Estado de São Paulo (Acapesp) e da própria Ceagesp.    

No Inverno a Tainha proveniente da Argentina, sobe para o Rio Grande do Sul faz sua migração seguindo pela costa brasileira e sinaliza tempo de fartura nas vilas caiçaras que de maio a julho celebram a abundância e mantêm uma das manifestações culturais (originalmente indígena) mais relevantes do litoral, alinhando religiosidade e ação social. A Ceagesp, através das entidades ligadas ao pescado,  ancora a festa em São Paulo que tem caráter beneficente com parte da renda obtida será revertida à Associação Nossa Turma, ONG que atende crianças e adolescentes das comunidades ao redor do entreposto.

Crédito: iStockPelo terceiro ano consecutivo, a Ceagesp será o palco de mais um Festival Tainha, iniciativa da Japesca Distribuidora de Pescados e Cantina do Pescador, ambas atuantes no entreposto da Leopoldina.

As 5 primeiras pessoas que apresentarem esse cupom para a produção do evento ganha um prato de tainha que servem 2 pessoas no valor de R$59,90. Pegue o seu cupom aqui e aproveite!

Durante todos os finais de semana do mês de agosto, quem estiver na capital terá a oportunidade de se deliciar com a tradicional tainha na brasa, estrela dos grandes festivais que acontecem nessa época do ano em vários pontos do litoral brasileiro. Num pavilhão coberto, uma grande churrasqueira construída especialmente para o evento, recria o ambiente rústico dos caiçaras.

Nesta edição, o Festival conta pela segunda vez com a participação especial de uma equipe profissional da pesca de Imbé-Tramandaí (RS) e das festas muito conhecida e respeitada no sul do país. Noé, 68, pescador e cozinheiro especializado conta “o segredo do tempero é o sal na quantidade certa porque a tainha tem uma carne muito gostosa”. Ele e sua equipe vem a São Paulo com 10 toneladas do peixe e avalia que o evento está criando raízes na cidade e que “ainda vai crescer muito, em julho a Festa em Tramandaí forneceu 57 toneladas de peixe” conta animado o pescador.

Noé, deficiente visual desde menino, tempera e reconhece todo tipo de peixe pelo toque “comecei a pescar com meu pais aos 8 anos de idade e minha mãe preparava nosso material para pesca”. Ao longo da vida Noé desenvolveu muitas habilidade, mas é na relação com o pescado que ele tem mais apreço e a tainha que ele assa é uma das mais famosas do Brasil.

A tainha que vem para o Festival foi pescada em traineiras em alto mar e é um peixe muito conhecido e uma ótima fonte de proteínas, vitamina B12 e fósforo. Também é uma forte aliada na prevenção de doenças cardiovasculares, devido à alta concentração do Ômega 3. Na Ceagesp são comercializadas 750 toneladas mês do pescado, movimentando R$ 4,5 milhões. Nesta edição do festival os organizadores esperam vender 6 toneladas de Tainha na brasa.

Porção para dois

Por ser muito comum nessa época do ano, o peixe torna-se o centro das atenções atraindo milhares de fãs do prato. Por R$ 59,90, será servida a tainha na brasa preparada à moda de Tramandaí com rodelas de tomate, alface, acompanhando arroz, vinagrete e farofa, servindo generosamente duas pessoas. Tendas venderão complementos como batata frita e porções de iscas,  camarão, pastel, além de sobremesas e bebidas.

Compartilhe:

Autor: Por: Redação