Fióti lança nova música e videoclipe em show no MIS-SP


Centro cultural

site: www.mis-sp.org.br

telefone: (11) 2117-4777

Por: Redação | Comunicar erro

O MIS recebe um show mais do que especial de Fióti na sexta-feira, dia 12 de abril. A apresentação acontece dentro do projeto mensal do Museu dedicado à música independente, o Estéreo MIS.

Fióti apresenta show com novidades

No show o artista traz repertório do EP “Gente Bonita”, além do lançamento da faixa “Será que eu me permito”, a nova canção será conferida em primeira mão por quem comparecer ao show. Nas plataformas de música, o lançamento está previsto para o dia 26 de abril.

Para te ajudar a curtir esse eventão lindo, o VilaMundo e o Catraca Livre oferecem dois pares de VIPs. Para conseguir, corra para mandar antes de todo mundo um email para chavevilamundo@vila-mundo.com.br. As duas primeiras pessoas a mandarem garantem um par de ingressos cada.

De qualquer forma, os ingressos estão a venda por R$14 (inteira) e R$7 (meia) e podem ser adquiridos no site da Ingresso Rápido ou na recepção do Museu.

O trabalho

Em maio de 2016, Fióti, “jovem veterano” no backstage da música, fez enfim sua aguardada estreia oficial à frente dos microfones. Jovem veterano porque com apenas 30 anos comanda como empresário a Laboratório Fantasma, gravadora e produtora que está completando 10 anos e se tornou referência internacional no mercado independente.

Estreia oficial porque, apesar da relação com o violão que vem desde a infância, da fase “cantor de bar” na adolescência e das participações com Emicida e outros amigos, o EP Gente Bonita é, como bem definiu seu irmão, “o primeiro filho planejado do casamento feliz de Fióti com a música. É sério. Você já viu mil crianças nessa vida, mas quando chega a sua vez de gerar uma é especial”.

Fióti e Emicida
Crédito: Eric Ruiz/Laboratório FantasmaFióti e Emicida são irmão na vida e na música

Três meses após ganhar as ruas, envolvido nessa atmosfera de realização e do início de um novo ciclo, Gente Bonita se transformou em turnê. Neste hiato, enquanto escalava o time para acompanhá-lo Brasil afora, Fióti tinha como grande desafio conseguir transportar para o palco a mesma mensagem do trabalho: a de reforçar a autoestima e a beleza do povo brasileiro, que transparece em faixas como a que dá nome ao trabalho.

No repertório do show, além das seis faixas do EP, e dos singles Nego Lutou e Dá pra fazer (2017) o público ainda tem a oportunidade de ver Fióti soltando a voz em releituras, canções em francês, crioulo caboverdiano, português e inglês e dividindo-se entre o violão, a guitarra e a percussão. Fióti se apresenta acompanhado pelos músicos Ed Trombone (trombone e percussão), Monica Agena (guitarra), Rodrigo Santos (baixo e synth) e Edu Peixe (bateria), a produção musical do espetáculo é de Fióti com Julio Fejuca, os arranjos de metais são de Ed Trombone e o figurino fica a cargo de João Pimenta. O show conta com a participação especial de Nina Oliveira, Nouve e Indy Naíse.

Compartilhe:

Tags: #Museu da Imagem e do Som (MIS-SP) #Música #shows
Autor: Por: Redação