Publicidade

Informar

Grupo convida para caminhada que conta a história negra de SP

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

No dia 11 de agosto, às 15h, será realizada uma caminhada guiada por espaços importantes para a comunidade negra paulistana que são apagados da narrativa oficial da cidade de São Paulo, uma das maiores da América Latina. O ponto de encontro será na Estação Anhangabaú de Metrô (saída R. Formosa).

O encontro será facilitado pelos participantes do coletivo Cartografia Negra, que tem estudado há um ano a história desses lugares a partir de referências bibliográficas, audiovisuais, visitas ao acervo municipal de São Paulo, logradouros históricos como o Sítio da Ressaca, dentre outros.

Crédito: Divulgação/ Coletivo Cartografia 

A caminhada acontecerá por pontos da cidade como a Praça da Liberdade, a estação Anhangabaú de Metrô e a Praça Antônio Prado. Até o século XIX, esses locais sediavam, respectivamente, a Forca, o Mercado de Escravos e a Igreja da Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.

Para contar um pouco mais dessas e outras histórias, resgatando referências biográficas, bibliográficas, mapas e fotos antigas, o coletivo Cartografia Negra realiza a caminhada aberta. Para quem puder, é sugerida contribuição voluntária.

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Você sabe o que é feminicídio?

O restaurante de comida havaiana do ex-masterchef Ravi

Conheça o lavandário de Cunha

ASMR: O fenômeno do "orgasmo mental"

Publicidade