Virada Cultural 2024: veja a programação do centro de SP

Tem Léo Santana, Joelma, Julian Marley, Pabllo Vittar, Djonga, Ara Ketu, DENNIS, Matuê e muito mais! Confira todos os detalhes:

No próximo final de semana, dias 18 e 19 de maio, São Paulo vai bombar com a Virada Cultural 2024! Com 22 palcos espalhados pela cidade, o evento promete agitar com música, teatro e diversão.

Com tudo que está acontecendo no país, a Prefeitura de São Paulo transformou Virada Cultural do Pertencimento em Virada Cultural da Solidariedade, em apoio às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

Tendas de coleta serão instaladas nas 12 arenas musicais do evento para receber doações voluntárias de água, alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza. Sob o lema “Unidos pela Solidariedade”, a população paulistana é convidada a ajudar com o que pode!

Reconhecida como um dos principais roles culturais da cidade, a Virada rola em vários espaços e em parceria com o Sesc-SP.

Vai rolar Léo Santana, Joelma, Julian Marley, Pabllo Vittar, Djonga, Ara Ketu, DENNIS e Matuê na Arena Anhangabaú, além de outros palcos maneiríssimos e muitos outros artistas. Não vai perder, né?

  • Confira a programação completa da Virada Cultural no Centro:

Arena Anhangabaú | Anhangabaú – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo – SP, 01010-101

Palco Anhangabaú | Acesso: Rua Pedro Lessa – Viaduto do Chá – Anhangabaú

Léo Santana
Uma voz que não deixa ninguém parado e um swing inconfundível, um dos maiores e mais admirados artistas do Brasil na atualidade, Léo Santana mostra que a sua versatilidade musical é uma realidade, com hits entre as mais tocadas e ouvidas do país em vários gêneros musicais diferentes como sertanejo, samba, pagode e funk.

Data: 18/05
Horário: 18h

Joelma

Virada Cultural 2024
Créditos: Reprodução perfil oficial Facebook
Nascida e criada no Pará, é consistentemente creditada por levantar a bandeira da música do seu estado de origem e recebeu apelidos honorários, incluindo o de “Rainha do Calypso”. Considerada a maior performer do Brasil, ela é conhecida pela sua presença de palco, caracterizada pela habilidade de cantar e dançar ao mesmo tempo, sobre botas de plataforma com salto-alto, sem “perder o fôlego”.

Data: 18/05
Horário: 20h

Julian Marley
Julian Marley é um cantor, compositor e produtor jamaicano, filho do lendário Bob Marley. Ele segue os passos do pai na música reggae, trazendo sua própria abordagem e estilo. Com uma carreira sólida, Julian é conhecido por suas letras conscientes e mensagens de amor e unidade.

Data: 18/05
Horário: 23h 

Pabllo Vittar 
Pabllo Vittar é uma cantora, drag queen e ícone LGBTQ+ brasileira. Reconhecida por sua voz potente e presença de palco marcante, Pabllo se destaca na cena musical com sucessos como “K.O.” e “Problema Seu”. Além de sua música, ela é uma importante figura de representatividade, promovendo inclusão e diversidade.

Data: 19/05
Horário: 2h 

Djonga
Djonga é um rapper e compositor brasileiro, nascido em Belo Horizonte. Reconhecido por suas letras impactantes e estilo único, ele aborda questões sociais e raciais em suas músicas. Vencedor de diversos prêmios, Djonga é uma das vozes mais influentes do rap nacional, conhecido por sua habilidade lírica e mensagem contundente.

Data: 19/05
Horário: 5h 

Ara Ketu


Ara Ketu é uma banda de axé music originária de Salvador, Bahia, formada em 1980. Reconhecida por seus ritmos contagiantes e performances vibrantes, a banda se destaca no cenário da música baiana, sendo uma das pioneiras do movimento. Com uma mistura de ritmos afro-brasileiros e pop, o Ara Ketu conquistou sucesso nacional e internacional, tornando-se uma referência no gênero.

Data: 19/05
Horário: 13h

Dennis DJ
Dennis DJ é um renomado produtor musical e DJ brasileiro, conhecido por seus hits no funk carioca. Com uma carreira que se iniciou nos bailes funk do Rio de Janeiro, ele se tornou um dos principais nomes do gênero, produzindo músicas de sucesso e remixes que conquistaram o público!

Data: 19/05
Horário: 15h

Matuê
O lançamento do álbum Máquina do Tempo quebrou o recorde de melhor estreia no Spotify Brasil, totalizando 4,6 milhões de reproduções na plataforma nas primeiras 24 horas, e tornou-se o primeiro disco do rap nacional com cinco músicas acima de 100 milhões de execuções.

Data: 18/05
Horário: 17h

Palco São João |  Acesso: Rua Pedro Lessa

Àttooxxá e Karol Conká


Àttooxxá, banda baiana formada em 2015, funde o pagodão com ritmos urbanos e influências periféricas, criando uma sonoridade única. Karol Conká, renomada cantora, destaca-se por suas composições que celebram a mulher e a cultura negra, refletindo suas experiências como mulher negra e bissexual, além de seus sucessos como “Tombei” e “Bate a Poeira”.

Data: 18/05
Horário: 18h

Ajulia Costa
Ajulia Costa, também conhecida como Ajuliacosta ou Aju, é uma talentosa cantora e empreendedora brasileira, nascida e criada em Mogi das Cruzes, SP. Com indicações em quatro categorias do Prêmio RAP Brasil, sua música e marca de roupas têm ganhado destaque, trazendo representatividade e influenciando a cena musical e da moda nacional.

Data: 18/05
Horário: 21h30

Kannario + Baile da DZ7
Igor Kannário, nascido e criado na periferia de Salvador, Bahia, é um cantor e compositor com uma carreira musical que começou cedo, aos 8 anos, quando formou a banda Eclipse do Samba. O baile da DZ7, uma atração cultural ao ar livre, é uma iniciativa que promove a cultura, lança novos artistas do mundo do funk e é uma das poucas formas de lazer acessíveis aos moradores da periferia.

Data: 19/05
Horário: 00h30

Deekapz e Mu540


Matheus Henrique e Paulo Vitor, como o duo Deekpaz, têm quase uma década de experiência na cena eletrônica, misturando funk e música brasileira com grooves e beats únicos. Enquanto isso, Murillo Oliveira Santos, conhecido como DJ MU540, de Praia Grande (SP), destaca-se como produtor musical, influenciando o cenário com sua autenticidade e versatilidade.

Data: 19/05
Horário: 3h30

Dj Lys Ventura e DJ Renata Corr
Encosta na DJ Lys Ventura, pesquisadora e DJ de São Miguel Paulista, que há cinco anos se dedica à música, explorando variantes do reggae, hip-hop e outros ritmos jamaicanos. Junto com ela, DJ Renata Corr, também produtora de eventos, apresenta sets que vão desde soul e MPB até batuques brasileiros e beats contemporâneos.

Data: 19/05
Horário: 6h

Fraternidade Caporales Mi Viejo San Simón
Fundada em 2016 em São Paulo, tem sua matriz na cidade de Cochabamba, na Bolívia. Com intuito de divulgar a cultura e o folclore boliviano através da dança, reúne jovens, adultos, brasileiros e imigrantes de outras nacionalidades, simpatizantes da cultura boliviana.

Data: 19/05
Horário: 11h

Jammil e Uma Noites
Jammil e Uma Noites é uma banda brasileira de axé formada em 1994 em Salvador, Bahia. Com Tuca Fernandes como vocalista original até 2011, a banda alcançou grande sucesso com hits como “Praieiro”, “Tchau” e “É Verão”.

Data: 19/05
Horário: 12h

Cassiane
21 álbuns/EP inéditos solo, uma indicação ao Grammy Latino (2018 – Nível do Céu). Além de ser uma das cantoras mais ouvidas nos apps de música, ultrapassou 124 milhões de views no YouTube nos últimos 12 meses.

Data: 19/05
Horário: 14h

Alborosie
Alborosie, nascido Alberto D’Ascola na Sicília, é um multi-instrumentista italiano conhecido por sua carreira no reggae. Inicialmente líder dos Reggae National Tickets, ele se estabeleceu na Jamaica, onde ganhou reconhecimento internacional com singles como “Kingston Town” e “Herbalist”, além de trabalhar como engenheiro de som e produtor para artistas como Angie Stone e Manu Chao!

Data: 19/05
Horário: 16h

Praça das Artes – Palco Brasis |  Acesso: Rua Pedro Lessa

Coco Raízes de Arcoverde (PE)
O grupo, com mais de 30 anos de tradição, apresenta o repertório desde início da carreira, passando pelos principais discos: Coco Raízes, Godê Pavão e Caravana não Morreu.

Data: 18/05
Horário: 17h

Congada de Santa Efigênia (SP)
A Congada de Santa Ifigênia de Mogi das Cruzes, em seus 80 anos de existência, conta com uma vasta participação em diversos festivais e encontros de cultura popular. Além de participações em apresentações, a Congada tem uma forte importância para a valorização da cultura popular, do movimento negro, e da resistência e luta da etnia.

Data: 18/05
Horário: 18h

Trio Mocotó 

O Trio Mocotó retorna com sucessos do samba-rock no Sesc!
Créditos: Divulgação / José de Holanda
O lendário grupo, que ajudou a definir o som da música black brasileira na década de 1970, retorna após mais de dez anos fora dos palcos, e promete uma celebração de sua carreira. Criadores de uma fusão única de samba, funk e soul, eles conquistaram um lugar especial no coração dos amantes do groove no Brasil e no mundo!

Data: 18/05
Horário: 18h

Terno de Congo de Sainha dos Irmãos Paiva (SP)
A Congada Terno de Sainha Irmãos Paiva (popularmente conhecidos como Terno de Sainha Irmãos Paiva) é um grupo folclórico que retrata a Festa de Congo na cidade de Santo Antônio da Alegria. A tradição de família é repassada entre as gerações, que exercem o importante trabalho de levar o nome do terno adiante!

Data: 18/05
Horário: 20h

Manoel Cordeiro e Felipe Cordeiro 
Compositor, arranjador e produtor musical, o paraense Manoel Cordeiro apresenta a guitarrada, gênero musical que surgiu no Norte, unindo guitarra elétrica a ritmos regionais como o carimbó. Felipe Cordeiro é um nome em destaque na cena contemporânea brasileira, pioneiro na fusão de estilos populares paraenses com a vanguarda pop. A sonoridade definida como Pop Tropical traz referências da guitarrada, tecnobrega, carimbó, new wave, MPB e música eletrônica.

Data: 18/05
Horário: 21h

Nação do Maracatu Porto Rico (PE)
Fundado no fim do século 19 em Palmares, município da Zona da Mata Sul de Pernambuco, o Maracatu Porto Rico migrou para o Recife em 1916 e a partir dessa data passou a fazer parte oficialmente do Carnaval da cidade. Se destaca pela criação rica de toadas e pelo diferencial instrumental no baque, como a introdução de atabaques e agbês.

Data: 18/05
Horário: 22h

Jongo do Tamandaré encontra Jongo da Serrinha (SP e RJ)
Jongo da Serrinha: Além de dois discos, o grupo acumula mais de 60 anos de apresentações, oficinas e palestras por todo mundo, de escolas públicas a países como Japão, Alemanha, Emirados Árabes e EUA. Outra grande ação de preservação da memória do jongo é a pesquisa e organização contínua de acervo histórico da Serrinha (uma das 5 favelas centenárias da cidade) e dos jongueiros que tem na Casa do Jongo da Serrinha seu museu permanente além de um extenso acervo virtual acessível a todos no seu site.

Data: 18/05
Horário: 23h

Tambor de Criola do Mestre Amaral encontra Tambor de Criola do Grupo Cupuaçu (MA)
Reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro desde 2007, o Tambor de Crioula é uma forma de expressão de matriz africana que envolve dança, canto e percussão. Trazido para o Brasil pelos negros de várias regiões da África entre os séculos XVIII e XIX, o Tambor de Crioula, é uma forma de divertimento e de pagamento de promessa a São Benedito, e também outros santos vinculados ao catolicismo tradicional, e entidades cultuadas nos terreiros.

Data: 19/05
Horário: 2h

 Flor Ribeirinha (MT)
O Grupo Flor Ribeirinha nasceu na comunidade histórica São Gonçalo Beira Rio, em Cuiabá-MT há 30 anos, com a iniciativa e entusiasmo da Mestra da Cultura e Doutora Honóris Causa, Domingas Leonor da Silva. Esta trajetória que perpassou pelo resgate, preservação e divulgação da cultura popular de Mato Grosso, fez com as manifestações tradicionais e folclóricas da região, alcançassem lugares antes inimagináveis.

Data: 19/05
Horário: 10h30 

Samba Lenço de Mauá (SP)
Grupo que pratica e preserva a tradição de uma manifestação cultural afro-brasileira que se desenvolveu desde a época da escravidão nas zonas rurais paulistas. O Samba Lenço é reconhecido como patrimônio imaterial do Estado de São Paulo e é registrado pelo Condephaat .O grupo tem as suas atividades culturais desenvolvidas desde a década de 1950.

Data: 19/05
Horário: 11h

Nega Duda canta Clementina de Jesus (BA)
Esse projeto musical vem oferecer de forma única um momento especial e importante para o público presente: ouvir a inesquecível produção musical de Clementina de Jesus através da voz de Nega Duda.

Data: 19/05
Horário: 12h 

Guarda de Moçambique de Nossa Senhora do Rosário de Timóteo (MG)
A Guarda de Moçambique de Timóteo, importante grupo de Congado que há muitos anos tem encantado com o som de seus tambores no Vale do Aço, é uma irmandade formada por jovens, crianças e idosos.

Data: 19/05
Horário: 13h

Clarianas convida Alessandra Leão (SP e PE)
Clarianas é um grupo de cantadeiras urbanas da Grande São Paulo que explora a voz ancestral da mulher na música popular brasileira. Alessandra Leão, reconhecida cantora, compositora e percussionista, teve seu álbum “Macumbas e Catimbós” indicado ao Grammy Latino e eleito um dos melhores álbuns brasileiros pela Associação Paulista de Críticos de Arte.

Data: 19/05
Horário: 14h

Roda de Congo Gabiroba (ES)
As melodias e as letras primam pela simplicidade e citam fatos do cotidiano e cantos de trabalho além de reverenciar alguns santos, entre eles, Nossa Senhora da Penha, São Pedro e São Benedito o santo supremo e padroeiro dos congueiros. O Congo é um ritimo festivo e interativo que faz parte da cultura tradicional capixaba e brasileira.

Data: 19/05
Horário: 15h

Olodum (BA)

Olodum é um grupo de percussão afro-brasileiro de Salvador, Bahia, reconhecido internacionalmente por sua música e ativismo social. Suas performances vibrantes e sua luta contra a discriminação racial o tornaram uma referência cultural no Brasil.

Data: 19/05
Horário: 16h

Quer saber a programação completa da Virada Cultural? Clique aqui e confira!