Últimas notícias:

Loading...

Zona Leste recebe programação teatral gratuita

Até 07 de julho de 2019

Todos os dias

Consultar programação

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

Grátis

O projeto Circulação Teatral Zona Leste apresenta entre os dias 6 e 26 de junho uma série de espetáculos e performances artísticas na Zona Leste da capital paulista. Com programação inteiramente gratuita, as ações acontecem em praças e equipamentos culturais mantidos pelo poder público. Abaixo, confira as atrações que fazem parte do roteiro:

Los Brincantes (Cia Malas Portam)

O espetáculo infantil “Los Brincantes” promove uma releitura de brincadeiras, canções e cantigas típicas da cultura latino-americana onde os participantes deixam de ser meros espectadores para se tornarem todos autênticos “brincantes”.

7 e 12 de junho, às 10h, no CEU Curuçá: Avenida Marechal Tito, 3452; 16 de junho, às 16h, no Centro Cultural Vila Formosa: Avenida Renata, 163 – Vila Formosa; 19 de junho, às 10h, no CEU Sapopemba: Rua Manuel Quirino de Mattos, s/n – Jardim Sapopemba; 19 de junho, às 14h, CC São Rafael: Rua Quaresma Delgado, 364 – Jardim Vera Cruz; 29 de junho, às 15h, Centro Cultural Penha: Largo do Rosário, 20 – Penha de França

Iracema Via Iracema (Agrupamento Andar 7 e Cia Sinhá Zózima)

A peça, que é encenada dentro de um ônibus estacionado, relata a história de vida de Iracema, uma mulher que abre mão de todos os papéis sociais que lhe foram designados ao longo da vida e passa a viver dentro de um coletivo.

6 de junho, às 20h, no CC São Rafael: R. Quaresma Delgado, 364 – Jardim Vera Cruz; 7 de junho, às 20h, no CEU Sapopemba: Rua Manuel Quirino de Mattos, s/n – Jardim Sapopemba; 8 de junho, às 20h, na Praça Brasil: Avenida Nagib Farah Maluf, s/n, Itaquera

Espetáculo do Agrupamento Andar 7 com a Cia Sinhá Zózima é encenado dentro de um ônibus (Foto: Divulgação).

Todo sacrifício feito em seu nome (Cia Andar 7)

Verônica, uma mulher presa pelo regime repressor de seu país, vaga, entre lembranças desfiguradas, à procura do filho recém-nascido. A peça tem como referência mães torturadas, que foram separadas de seus filhos pela ditadura militar brasileira (1964 -1985).

13 de junho, às 20h, no CEU Curuçá: Avenida Marechal Tito, 3452; 14 de junho, às 20h, no CEU Sapopemba: Rua Manuel Quirino de Mattos, s/n – Jardim Sapopemba; 25 de junho, às 20h, no Centro Cultural Penha: Largo do Rosário, 20 – Penha de França

Musical Mapinguary (Cia Mapinguary)

Espetáculo musical de contação de histórias, apresenta um passeio por mitos, lendas e contos do Brasil e de outros países, com bonecos grandes, performance, interação com a plateia e muita imaginação.

13 de junho, às 10h, no CEU Três Pontes: Rua Capachós, 400 – Jardim Celia; 18 de junho, às 14h, no Centro Cultural Penha: Largo do Rosário, 20 – Penha de França; e  24 de junho, às 10h e às 14h, no CEU Curuçá: Avenida Marechal Tito, 3452

Todos os sonhos do mundo (Cia teatral Os Satyros)

Para celebrar 30 anos de carreira, o ator e dramaturgo Ivam Cabral apresenta seu primeiro solo, no qual mescla relatos sobre sua formação pessoal e artística, sua origem em Ribeirão Claro, no Paraná, e suas andanças pelo mundo com a companhia Os Satyros, grupo do qual é um dos fundadores.

27 de junho, às 20h, no Centro Cultural Penha: Largo do Rosário, 20 – Penha de França; 6 de julho, às 21h, no Teatro dos Satyros 1: Praça Franklin Roosevelt, 134, Consolação. 

Africontos (Cia Mapinguary)

Africontos é um espetáculo de contação de histórias que mistura contos e música para narrar episódios que valorizam a memória e a cultura do povo africano.

13 de junho, às 14h, no CEU Três Pontes: Rua Capachós, 400 – Jardim Celia; 26 de junho, às 9h, e 28 de junho, às 14h, no CC São Miguel; 26 de junho, às 14h, no CC São Rafael: Rua Quaresma Delgado, 364 – Jardim Vera Cruz

A quase Morte de Zé Malandro (Cia Mapinguary)

Colombina e Pierrô são as únicas atrações de um pequeno circo prestes a fechar. Ao acolher um contador de histórias, Palhação, o dono do circo, descobre mais que uma atração, descobre que uma boa história pode tanto salvar o circo como encantar o público.

11 de junho, às 10h, no CEU Sapopemba: Rua Manuel Quirino de Mattos, s/n – Jardim Sapopemba; 20 de junho, às 16h, no CC Raul Seixas: Rua Murmúrios da Tarde, 211 – José Bonifácio

Em parceria com SP Escola de Teatro

A SP Escola de Teatro é um equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e tem por atribuições a formação profissional na arte teatral.

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário SP Escola de Teatro

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.