O usuário e/ou senha digitados estão incorretos.

463 dicas para curtir o melhor de São Paulo

Cada canto da cidade está repleto de história, cultura e arte, o que faz de São Paulo o maior polo cultural do Brasil.

Categorias

Música

Assistir a um show de jazz na Escadaria do Bixiga
Assistir a um show de graça no Música do Vão do Masp
Assistir a um show de graça no Mirante 9 de Julho
Curtir um domingo de graça na Casa das Caldeiras
Conhecer uma banda independente de graça no Prata da Casa do Sesc Pompeia
Curtir o Samba na Varanda, no terraço da Biblioteca Mario de Andrade
Assistir a um show no Auditório Ibirapuera
Assistir a um show no Teatro Sérgio Cardoso - o som é ótimo e é um climinha intimista
Começar a semana com um show de música instrumental de graça às segundas no Sesc Consolação
Conhecer a Praça das Artes e, de quebra, pegar um ensaio de música clássica de graça ou bem baratinho
Assistir a uma apresentação do coral do Mosteiro de São Bento
Assistir à batucada do bloco Ilú Obá De Min
Samba da velha guarda paulistana aos domingos no Samba do Sol
Assistir a um show intimista na Casa do Mancha
Ter o privilégio de assistir a alguns dos maiores artistas brasileiros de graça e na rua durante a Virada Cultural
Assistir a um ensaio da bateria da Vai Vai no Bixiga
Ficar inebriado de música durante uma jam session no Jazz nos Fundos
Frequentar um festival de música gratuito no Vale do Anhangabaú
Colar no Samba Negras em Marcha
Curtir a mistura de sons das bandas de rua na Paulista
Curtir o Samba da Vela em plena segunda-feira
Assistir a um ensaio da bateria da Rosas de Ouro na quadra da escola na Brasilândia
Se sentir meio bolchevique no Bloco Soviético
Assistir aos concertos matinais gratuitos na Sala São Paulo, todo domingo às 11h
Se surpreender com a mistura inusitada de marchinha com punk rock do Bloco 77
Sentir saudade do Carnaval de antigamente com o bloco da Charanga do França
Conhecer as mais novas apostas da cena indie nos shows do Breve, na Pompeia
Sentir toda a resistência cultural do Samba do Bule, no Bom Retiro
Se acabar no cortejo do Acadêmicos do Baixo Augusta pela Rua da Consolação
Assistir a uma roda de samba na Praça Dom José Gaspar
Ficar esperto pra pegar um show(zaço!) do duo Tigre Dente de Sabre
Assistir a um show de chorinho na Praça Benedito Calixto
Curtir um show no ambiente gostosinho da Serralheria
Assistir a um show gratuito na manhã de domingo no Museu da Casa Brasileira
Conhecer uma banda nova na Associação Cultural Cecília
Respirar música nos shows, festas e bate-papos da SIM São Paulo
Ficar ligado na programação de shows do Z Carniceria
Assistir a um show no Centro Cultural Butantã
Assistir a um show de graça no Sesc Itaquera
Pegar um show instrumental de blues rock da Mescalines Duo
Curtir uma serenata de sexta-feira na casa dos Trovadores Urbanos
Caçar o próximo show do Pedro Pastoriz pra ver ao vivo o novo disco, "Projeções"
Pegar um show na rua da banda Sax in the Beats
Ouvir o som da Sambadas
Ir ao Samba da Pracinha, realizado mensalmente no bairro Tremembé. O encontro sempre homenageia um sambista importante e também abre espaço para compositores da comunidade
Curtir shows independentes e gratuitos no Festival de Clipes e Bandas
Ouvir o som do Xaxado Novo em alguma festinha arrasta-pé e dançar muito
Assistir a um show poderoso no teatro do Sesc Pinheiros
Os shows musicais no teatro do Sesc Pompeia são um espetáculo à parte
Ouvir o disco novo d'O Terno e ver onde vai ser o próximo show
Conhecer um rock novo de São Paulo com a banda INKY
Seguir o rastro do som de Bárbara Eugênia e seus projetos
Ouvir o novo disco de André Whoong, "Justo Agora"
Acompanhar a Filarmônica de Pasárgada e assistir a um show do último disco, "Algorritmos"
Aproveitar que o Lineker lançou disco (homônimo), ouvir e se preparar para um show performático
Ver a pegada da Mustache e os Apaches ao vivo
Ouvir o som instrumental da 3 Cruzeiros
Ver um show de blues massa da banda LoneSome Duo
Ficar ligado pra ver quando vai ter show do Murilo Sá e Grande Elenco
Pegar um show de graça na Paulista da banda Picanha De Chernobil
Se ligar no rock alternativo de hoje em dia ouvindo o som da Molodoys
Ver ao vivo a pluralidade da Trupe Chá de Boldo
Ouvir a Mariana Degani tocando ao vivo o "Hino às Vadias"
Ouvir o novo disco do Caê, "A Nave de Odé"
Ver o duo FingerFingerrr tocando em algum canto da noite paulistana
Procurar pelo show do Wallacy Willians em alguma casa de show alterna
Colar em alguma das casas noturnas alternativas e pegar um show da Der Baum
Sentir o poder feminino e a trevosidade da banda Rakta
Curtir um som no projeto Tenda do Samba. Evento também é mensal e fecha uma rua do bairro Jardim Joamar para receber grupos de samba e rap
Ouvir o som e procurar pelo show de Leo Cavalcanti
Assistir a um concerto da Jazz Sinfônica do Estado de SP
Assistir a um show da banda Deb and the Mentals
Seguir o rastro da banda Metá Metá e ver uma apresentação ao vivo (absurda!)
Curtir uns shows no Galpão Humbalada, na Zona Sul, pelo Periferia Trans
Assistir a um show no Centro Cultural Rio Verde
Curtir os sons do cavaquinho com a nata do samba, na Vila do Samba (Casa Verde/zn)
Curtir o Samba do Maria Zélia, no Belenzinho
Pegar uma audição de disco recém-lançado na Patuá Discos, na Vila Madalena
Curtir um showzinho na Sensorial Discos
Assistir a um show na Comedoria do Sesc Belenzinho
Ficar Odara no meio do bloco Tarado Ni Você
Libertar o camaleão que existe em você no bloco Tô de Bowie
Fazer um curso de música na EMESP Tom Jobim
Curtir um chorinho às segundas-feiras no Bar do Bacalhau na Alfonso Bovero
Tomar chuva no pré-carnaval do João Capota na Alves

Ar Livre

Fazer a trilha do Pico do Jaraguá
Observar as cerejeiras do Parque do Carmo
Pedalar no Minhocão aos finais de semana
Passear e se apaixonar pela beleza do Parque da Luz
Caminhar pela Paulista Aberta aos domingos
Passar o fds jogado na grama do Ibirapuera
Ver o pôr do sol no terraço do MAC-USP
Meditar à luz da Lua Cheia no Ibirapuera
Fazer rapel no viaduto do Metrô Sumaré
Fazer a Trilha da Cachoeira no Parque Estadual da Cantareira
Dar close e muita pinta na Gaymada
Terminar o dia na praça Pôr do Sol
Participar do São Paulo Free Walking Tour
Fazer a Trilha da Vida, no Parque Ecológico Guarapiranga
Alugar um bike no Ibirapuera e sair pedalando sem fim
Andar de skate no parque Zilda Natel, na Sumaré
Fazer piquenique no Horto Florestal
Fazer piquenique no Parque da Aclimação
Ver apresentações circenses no Beco do Aprendiz às segundas
Ouvir música clássica ao ar livre no solzinho do Parque Villa-Lobos
Ir de bike até o Jardim Botânico e passar o dia por lá
Fazer a trilha da Pedra Grande
Fazer manobras radicais de skate e patins no Parque da Juventude
Ter um respiro de paz em meio à loucura da Avenida Francisco Matarazzo, no Parque da Água Branca
Fazer piquenique e se deixar levar pela tranquilidade do Jardim Botânico
Fazer downhill na ladeira do Parque da Independência
Ler no solzin do jardim suspenso do Centro Cultural São Paulo
Aprender zazen, técnica de meditação em que se procura não pensar em nada, no Templo Busshinji
Visitar o Viveiro Manequinho Lopes
Fazer piquenique no Parque do Piqueri
Fazer piquenique na Praça das Corujas
Relaxar e renovar as energias no Solo Sagrado de Guarapiranga
Andar no pedalinho do Parque Ecológico Tietê
Passear pelas trilhas e jardins do Parque Burle Marx
Visitar o Pavilhão Japonês no Ibirapuera
Encher a sua vida de esportes radicais no Bom Retiro
Tomar um banho de cachoeira no Núcleo Engordador. Lugar faz parte do Parque Estadual Cantareira e possui trilhas para pequenas fontes de água potável, além de cachoeiras
Pedalar na Ciclofaixa aos domingos
Fazer uma caminhada gratuita para observar aves
Conhecer melhor os parques municipais de SP por meio de uma trilha monitorada gratuita do programa Trilhas Urbanas
Aproveitar um dia ao ar livre com artes integradas no festival Sofá na Rua
Andar de skate na pista da Chácara do Jockey
Participar da Virada Esportiva
Andar de bike no Centro de Esportes Radicais do Tietê
Fazer uma selfie na Escadaria do Patápio, na Vila Madalena
Fazer atividades físicas no Clube Esportivo Municipal da Mooca
Andar de skate na pista da Chácara do Jockey
Dançar feito um morto muito louco na Zombie Walk
Visitar a Feirinha da República
"Passar cerol na mão" na Revoada de Pipas
Parar para ler um livro no Espaço de Leitura do Parque da Água Branca
Sentar numa cadeira de praia e ficar de bobeira na Praça Ouvidor Pacheco e Silva
Fazer um piquenique ou uma festa no Parque Buenos Aires
Sentar num bar na calçada da rua Avanhandava e aproveitar a vista
Fazer um passeio pelo Borboletário Águias da Serra

Passeio

Aprender mais sobre a história do Pateo do Collegio
Fazer uma caminhada noturna pelo centro de SP
Colar de terça-feira no Sarau Cooperifa
Fazer compras na Jardim Secreto da Praça Dom Orione
Visitar a Feirinha da Benedito Calixto aos sábados
Fazer uma visita guiada na cobertura da Galeria do Rock
Tomar sol no terraço do CCSP
Fazer um rolê acompanhado do seu catíoro na Matilha Cultural
Fazer uma visita guiada no Theatro Municipal e se apaixonar ainda mais por este cartão postal da cidade
Passear no jardim da Casa das Rosas
Visitar a única biblioteca de SP que fica dentro de um cemitério
Curtir uma sessão de contação de histórias para adultos todo último sábado do mês n'A Casa Tombada e ainda ganhar uma cachaça na entrada pra achar tudo lindo
Conhecer a Praça dos "Cristais" (Praça Soichiro Honda) pertinho do Ibira
Fazer uma visita guiada na Sala São Paulo
Subir no topo do Edifício Martinelli
Tirar uma soneca nos pufes da Livraria Cultura depois do almoço
Se sentir meio oriental no Tanabata Matsuri (Festival das Estrelas) da Liberdade
Aprender a andar de bicicleta com o Bike Anjo
Conhecer a novíssima produção de impressos na Feira Plana
Passear pelo Beco do Batman, a maior galeria de arte urbana a céu aberto de SP
Saber mais sobre o futebol brasileiro no Museu do Futebol, dentro do Estádio do Pacaembu
Tirar uma foto conceitual na Estação da Luz
Garimpar o Casarão do Vinil na Mooca
Aprender mais sobre a ditadura no Memorial da Resistência
Passar pelo Viaduto do Chá em uma tarde de sábado de sol (e tirar fotos, é claro)
Conhecer a Casa de Vidro, ícone da arquitetura moderna em SP, e ex-residência de Lina Bo e Pietro Maria Bardi
Participar de encontros literários no CCBB
Fazer um curso na Casa Guilherme de Almeida, em Perdizes
Participar de uma sessão gratuita no Planetário do Ibirapuera
Comprar plantas na feira noturna do Ceagesp
Deixar seu relato de alguma história marcante (e ouvir o de outras pessoas) no Museu da Pessoa
Meditar no Templo Zu-Lai
Participar de algum evento de cultura maker no Red Bull Station
Debruçar nas varandas da Galeria do Rock e ficar olhando o Largo do Paissandú de cima
Colar no Sarau Suburbano Convicto de terça-feira no Bixiga
Ir ao arraiá do Centro de Tradições Nordestinas, uma festa gratuita e que dura vários finais de semana
Passar pelo cruzamento da Ipiranga com a Avenida São João cantarolando Caetano
Resgatar a cultura popular com aula de capoeira, sessões de cinema e samba de bumbo no Núcleo Sociocultural Humaitá, na ZL
Subir até o Terraço Itália e apreciar São Paulo vista de cima
Pegar um trem na Luz e ir para Paranapiacaba
Ver a galera ensaiando passos de breaking na vitrine da Galeria Olido
Lutar pela diversidade na maior Parada do Orgulho LGBT do Mundo
Curtir um fim de tarde no solário do Sesc Vila Mariana
Garimpar achados na feira de trocas da Casa das Rosas
Comprar bugigangas no Mercado de Pulgas no Minhocão
Celebrar o Ano Novo Chinês na Liberdade
Aprender mais sobre a arquitetura de SP na Casa Modernista
Comprar purpurina e fantasias (e tudo o mais que você quiser) na 25 de Março
Visitar o Solar da Marquesa de Santos
Noite circense às quartas na Roosevelt
Pedalar pelado em plena Avenida Paulista
Explorar o Instituto Butantan, na zona oeste
Mergulhar de cabeça no universo das publicações independentes no meio da Feira Tijuana
Conhecer o terracinho do Conjunto Nacional (suba dois lances de rampa)
Visitar a Biblioteca São Paulo, no Parque da Juventude
Passar o Dia do Graffiti no Bixiga
Voltar às origens no Memorial do Imigrante
Visitar o túmulo de personalidades históricas no Cemitério da Consolação
Se emocionar durante o Slam Resistência em plena Praça Roosevelt
Conhecer as casas literárias de São Paulo
Conhecer o passado de São Paulo em um passeio pela Vila Itororó
Passear pela Passagem Literária da Consolação
Comprar publicações independentes e ver shows na Banca Tatuí
Assistir a um jogo do Juventus na Rua Javari e comer um canolli
Passear na Gibiteca Henfil, a maior e mais antiga gibiteca pública do Brasil, com um extenso acervo de HQs nacionais e importadas
Passar horas jogando jogos de tabuleiro na Ludus Luderia, que possui mais de 800 títulos no cardápio
Conhecer e se encantar pela Fundação Ema Klabin, ali do ladinho do MIS
Explorar a cripta da Catedral da Sé
Se transportar para a Idade Média e tomar poções temáticas enquanto admira a decoração do Taverna Medieval
Juntar-se ao grupo de pedalada que visita o centro velho da cidade
Conhecer a Casa da Imagem, ou casa nº 1
Fazer um curso na Casa Mário de Andrade, onde viveu o escritor
Colar no Sarau Sobrenome Liberdade, no Grajaú
Ir à festa junina do Pratododia, quando eles fecham a rua em frente - e tem até quadrilha!
Sair andando a pé pela Vila Madalena e se deparar com cantinhos coloridos inusitados
Fazer o roteiro de arte urbana e apreciar os graffitis de SP
Adquirir vários títulos com desconto na Feira do Livro da USP
Conhecer mais sobre a cultura negra na Galeria do Reggae, ao lado da do Rock
Participar de uma oficina no Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo
Visitar o Edifício Altino Arantes, o famigerado Banespão, um dos prédios mais altos da cidade
Ficar babando na vitrine e nos action figures da Iron Studios Concept Store
Ter mais contato com o budismo no Templo Fo GuangShan
Tomar cerveja ou chopp artesanal e jogar um jogo de tabuleiro no Geek's Beer
Ficar doidinho no fliperama de realidade virtual no VR Gamer - Realidade Virtual
Colar em algum sábado na Batalha do Santa Cruz pra ver quem é bom de rima
Acompanhar a poesia do Slam do 13, no Terminal Santo Amaro
Participar do Sarau Perifatividade, todo mês na Casa de Cultura Chico Science
Jogar RPG na Geek House
Subir a Serra da Cantareira até o Velhão e virar a noite jogando Imagem e Ação no bar Conspiração do Jogo
Ir ao Bar GIBI Cultura Geek, point geek clássico com decoração repleta de action figures, bebidas e comidas temáticas, museu de videogames clássicos e até biblioteca de quadrinhos
Visitar a histórica Casa de Dona Yayá
Ver os ensaios (e juntar-se a eles) de grupos de k-pop no CCSP
Comprar uns tecidos bem lindos no Brás
Subir na cobertura do Copan
Passear pelo Jardim Oriental na Liberdade
Visitar o Museu de Arte Sacra
Dar uma passada na feira de antiguidades da Praça Dom Orione
Descobrir um jardim suspenso no centro de SP
Conhecer - e apoiar os projetos - da maior ocupação artística de SP, a Ouvidor 63
Fazer o roteiro de brechós pela Vila Madalena
Se inscrever nas atividades físicas gratuitas em algum dos Clubes Esportivos Municipais
Garimpar umas peças baratinhas no Brechó Boutique Vintage, bem em frente ao Sesc Belenzinho
Se estiver pela região, pare no Sesc Pompeia para se esquentar no inverno, quando eles acendem as lareiras
Conhecer o prédio da faculdade Santa Marcelina, em Perdizes
Visitar o Largo da Matriz, na Freguesia do Ó
Visitar a Casa de Cultura Municipal da Freguesia do Ó - Salvador Ligabue e aproveitar a programação cultural
Escalar as paredes da Casa de Pedra
Conhecer o Obelisco do Ibirapuera por dentro
Comprar flores (para os vivos!) nas bancas 24h em frente ao Cemitério do Araçá
Visitar a praia artificial de Itapevi
Participar de uma batalha de MCs dento da Pároquia Santos Martins, no Jardim Ângela
Passear na Santa Ifigênia e comprar inutilidades que você não sabia que precisava
Comprar roupas na José Paulino
Comprar temperos, castanhas e queijos na Zona Cerealista
Aproveitar os cursos gratuitos da Prefeitura de São Paulo
Ir ao Sarau Elo da Corrente, que ocorre sempre no Bar do Santista. As datas são divulgadas com antecedência na página do Faceboook e no site oficial
Ouvir muita poesia no Sarau do Burro
Garimpar umas peças no Bazar Samburá, na Vila Mariana
"Acordar o bando todo" no Sarau do Binho
Pegar carona na leitura dos ônibus-biblioteca da cidade
Observar as estrelas nos Planetários do Ibira e do Carmo
Ir ao Sarau O que Dizem os Umbigos, no Itaim
Conhecer a Casa Bola, símbolo da arquitetura paulistana dos anos 70
Conhecer a ONG Casa do Zezinho
Visitar o Instituto Goethe
Fazer um passeio na Unibes Cultural, no bairro de Sumaré
Fazer um curso de marcenaria no Fablab Livre SP
Visitar o Monumento à Mãe Preta, no Largo do Paissandu
Realizar um trabalho voluntário pelo Mutirão do Pobre
Visitar a casa de Estevão Conceição, o 'Gaudí' de Paraisópolis
Conhecer a oficina do Mestre Berbela
Conhecer a casa-galeria Espaço Zebra e provar os drinks deliciosos de lá
Dar um rolê pelas livrarias da Avenida Paulista (Cultura, Fnac e Martins Fontes)
Conhecer um pouco mais da história de Sampa, através de uma visita guiada pela Capela de São Miguel Arcanjo, no bairro de São Miguel Paulista
Fazer uma viagem à Alemanha na Brooklin Fest
Sentir-se italiano na festa de San Gennaro, na Mooca

Gastronomia

Comer acarajé no Tabuleiro do Acarajé
Comer muito no Mercado Municipal de Pinheiros
Comer um lanche no Hambúrguer do Seu Oswaldo
Comer uma coxinha no BH Lanches às 4h da manhã
Provar delícias orientais na Feirinha da Liberdade aos finais de semana
Comer uma coxinha no Veloso acompanhado de suas famosas caipirinhas
Comer sanduíche de mortadela no Mercado Municipal
Saborear comida vegana, curtir um showzinho e ficar zen na Casa Jaya
Comer um lanche de pernil no Estadão
Comer o baião de dois do Bar do Biu
Comer macarronada e outras delícias italianas na Festa da Achiropita
Se deliciar com o tempero maravilhoso e enigmático da tia libanesa do Al Hoda, ao lado do metrô Ana Rosa
Comer o tradicional bauru no Ponto Chic, de preferência no Largo do Paissandu
Pagar de R$ 9 a R$ 16 por um buffet de salada à vontade + prato no Barão Natural
Conhecer um pedacinho incomum do Velho Continente na Feira Temática do Leste Europeu
Esquentar o estômago e a alma na Liberdade com uma tigela fumegante de lamen
Encher a cara de doce no Churros Mossoró, em Santana
Comer uma pizza genuinamente italiana na Leggera, na Pompeia
Comer a porção de vinagrete de polvo do bar Jabuti
Tomar a caipirinha de tomate do Salada Paulistana. O local fica dentro do Mercadão, na Rua J box 24/26
Tomar um sorvete vegano saborosíssimo na Stuzzi Come L'Itália
Comer dogão na Praça Silvio Romero
Explorar a cultura boliviana na Feira Kantuta
Comer no Restaurante Acrópolis, no Bom Retiro
Ir no inverno comer sopas à vontade no Festival de Sopas do Ceagesp
Comer a melhor feijoada vegana de SP no Cereal Brasil, na Vila Madalena
Comer no Okonomyaki e cantar no Karaokê do Samurai na Liberdade
Ir com um grupo amigos compartilhar pratos no Chi Fu
Comer no food park da Augusta
Provar vários quitutes da feira livre do Pacaembu
Comer delícias gastronômicas no Jantar dos Refugiados na Fatiado Discos
Se deliciar nas maravilhas da culinária peruana no Rinconcito
Tomar um bubble tea (chá com bolinhas de pobá) no Tea Station
Tomar um sorvete delicioso enquanto ouve k-pop e j-pop na sorveteria Snowfall
Comer uma esfiha bem fofinha no Sainte Marie e ser atendida pelo chef Stephen Kawijan
Sentir a mistura da Coreia com o gosto do brasileiro no K'pop Chicken
Comer currywurst e ver apresentações típicas alemãs na MaiFest
Provar a pizza da Pizzaria Speranza, no Bixiga
Comer quitutes típicos na festa junina da Paróquia Divino Espírito Santo, na Frei Caneca
Sentir-se mais italiano no meio da Festa de São Vito, na Mooca
Provar o churros de Nutella no Churros Tentação
Comer o kebab de 15 conto do Vovô Ali
Comer um temaki de peixe com "mato" no Mussashino
Comer o melhor bacalhau de boteco do tradicional Ita
Comer bolinho de bacalhau na festa junina da Paróquia São João de Brito, no Brooklin
Entrar na onda da "segunda sem carne" e comer delícias orgânicas e vegetarianas no Mahamantra
Comprar alimentos mais saudáveis nas Feiras Livres Orgânicas
Tomar o sorvete do Sesc (de preferência com a cobertura de chocolate)
Comer o tradicional (e delicioso) bolinho de carne do Bar do Luiz Fernandes. Bar iniciou suas atividades no início dos anos 1970 e mantém muitos clientes fiéis pela atmosfera de boteco
Comer a tradicional coxinha do Frangó, na Freguesia do Ó
Comer no Pastel da Maria, no Pacaembu (o tradicionalzão)
Comer os pasteis de vários formatos no Pastel do Trevo
Comprar alimentos orgânicos no Instituto Chão
Comer uns quitutes árabes na Esfiha Juventus
Comer um pastel de 50 cm no Pastel da Sueli, na Vila Medeiros
Curtir a festa junina da Igreja do Calvário
Curtir um pedacinho da Espanha em SP: comer tapas com uma jarra de sangria no Sancho Bar y Tapas
Comer muuuuito minihambúrguer no rodízio da Hamburgueria Artesanal, do bairro da Mooca
Comer um rango vegetariano no Restaurante Lótus
Comer os clássicos pastéis do Cortás tomando uma gelada na calçada

Noite

Ir de quinta-feira na Pilantragi dançar brasilidades
Dançar na Calefação Tropicaos até o sol raiar
Tomar uma cerveja na Praça Roosevelt
Curtir uma sexta-feira no Samba da 13 de Maio
Comprar discos, ouvir um som e tomar cerveja artesanal na Fatiados Discos
Conhecer a cena alterna do centrão no Estúdio Lâmina
Às quartas, todo mundo é vip na NossaCasa Confraria de Ideias
Virar a noite (e o dia) na festa Carlos Capslock
Conhecer uma São Paulo incomum pelo olhar do Selva SP
Entrar de graça de quarta-feira no Bebo Sim e aproveitar a breja em dobro
Dançar até fazer bolha no pé em alguma das festas de rua que acontecem na cidade
Entrar no mundo de fantasia da festa Venga, Venga
Se maravilhar com o clima babilônico da Casa da Luz
Sentir o peso do Dubversão Sistema de Som
Tomar o bloody mary do Stage Bar enquanto assiste a um show de rock
Tomar uma cerveja em meio às plantas do Jardim das Delícias
Ver um show da nova cena musical no Mundo Pensante
Curtir uma festona na Trackers (dica: XXXBórnia) e se perder pelos seus vários ambientes
Descer da Paulista até a Roosevelt a pé tomando uma cerveja em cada buteco da Augusta
Pegar uma festinha de domingo à noite no Paribar
Testar seu samba no pé no Pau Brasil
Reunir os amigos no coração da Vila Madalena pra tomar uma no Bar do Baixo
Sentir como é ser o vocalista de uma banda no karaokê ao vivo do Mandíbula
Desabar água na Festa Gambiarra
Ouvir um som de qualidade no Aparelha Luzia
Dançar dentro do vagão em alguma festa Nos Trilhos
Tomar umas cervejas especiais ao som da vitrola poderosa do Pratododia
Dançar até bater no chão na BATEKOO
Ir de terça-feira na Discopédia dançar música black
Tomar a cerveja mais gelada da Vila no Biro Biro Bar e Lanches
Encontrar as manas, as minas e as monas às quintas no bar do Clube Alôca
Se deixar levar pela discotecagem mágica de Millos Kaiser e Trepanado na festa Selvagem
Tomar uma no Bar do Luiz, em Santana
Sentir todo o poder do grave e de gêneros que você ainda nem conhece durante uma Metanol
Perder o pudor na PopPornParty
Dançar soul e funk de primeira na festa Nina
Entender o que representa uma festa de rua em ÉssePê em uma das edições da Free Beats
Cantar no karaokê do Vivos, em frente ao Cemitério do Araçá
O pré e o pós de qualquer show no Sesc Pompeia é no buteco Pompeu&Pompeia
Conhecer os coletivos de reggae no Reunion of Dub Festival
Tomar uma no Bar do Justo, em Santana
Curtir o "Step Psicodélico" de Tatá Aeroplano em algum canto da boêmia noite paulistana
Tomar uma cerveja no Pitico e se jogar em suas cadeiras de praia
Tomar uma cachaça de melancia da Tia da Pinga, na Vila Mariana
Dançar em uma das festas mais esperadas de SP, a Mamba Negra
Comer um hambúrguer vegano ao som de vinis na Casa Brasilis
Ver o KL Jay tocando em alguma segunda-feira no Mandíbula
Assistir a aprensentações babadeiras das maiores Drag Queens na festa Priscilla
Bater cartão aos domingos no Largo do Arouche
Se sentir bem em casa no JailHouse, bar com bilhar, sofazão, música e tudo mais
Passar no Paramount e tomar um drink do Astor
Comer o dadinho de tapioca do Noname enquanto toma uma cerveja
Tomar uma caipirinha de lima da pérsia no Bar da Dida
Dançar forró no Canto da Ema
Tomar uma cerveja na calçada do Mercearia
Cantar no karaokê do Arte Pizza, na Nestor Pestana
Pegar uma festinha no Skorpios, na Nestor Pestana
Sentir-se fora de São Paulo na espetacular Noite dos Tambores
Curtir o Ciclo do Boi no Morro do Querosene
Colar no soundsystem no Pico das Torres
Tomar uma cerveja no Pilequinho, no Tatuapé
Tomar uma cerveja no Kraut, bar alemão na Santa Cecília
Soltar a voz no karaokê da Choperia Liberdade
Tomar uma cerveja artesanal dentre as centenas de opções do Empório Alto de Pinheiros