Conheça duas das mais lindas cachoeiras do Brasil

Por: Thiago Villa Verde

Nós acabamos armando nossas barracas no camping do seu Fernando. Situado a poucos metros do centro da cidade e a 10 minutos de caminhada até a cachoeira do Lava-Pés, o Camping Estância Solar tem uma extensa área gramada e muita sombra, além de possuir banheiros masculinos e femininos, cozinha com fogão, freezer, pia, tanque e churrasqueira. E o melhor de tudo, estava vazio! Para mais informações é só procurar pelo Fernando ou pela Beatriz no telefone (62) 34941311. Eles são uns amores! E ainda criam umas simpáticas araras azuis, que mesmo soltas, sem anilhas ou algo do tipo, sempre aparecem lá pra dar um alô aos visitantes.

No segundo dia em Cavalcante fomos rumo ao quilombo Kalunga, a mais populosa comunidade do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga, com pouco mais de 2 mil pessoas que conta com uma estrutura de camping e aluguel de casas e quartos para receber turistas.

Início da Cachoeira Santa Bárbara[/img]

Do quilombo sai a trilha para a cachoeira Santa Bárbara. Você deve pagar uma entrada de R$ 10 por pessoa e contratar um guia deles que é em média R$ 50 para grupos até 8 pessoas. Como estávamos num grupo de 10 pessoas e demos aquela chorada, pagamos R$ 130 por todo o grupo para a entrada e o guia. Uma caminhada de 6 km e de dificuldade moderada separam você do paraíso na terra! É como se o mundo se desligasse quando você se depara com a primeira cachoeira de águas claras.

Depois de mais uns minutos de caminhada, você já pode enxergar de longe, no fundo da mata, um azul turquesa. É inexplicável! Quando você vai se aproximando, mais bonito vai ficando. Creio que as fotos a seguir explicarão nossa imensa surpresa e admiração por este lugar mágico. Águas claras e temperatura agradável, não dá vontade de sair de lá, um poço de areia branca e cor azul. Eleito como um dos lugares que você deve visitar na sua vida pelo Casal só Viagem.

No outro dia levantamos acampamento e seguimos para as Cataratas dos Couros. Desde o início da viagem nos foi indicado conhecer esse lugar que é tido como a cachoeira mais imponente e vivaz da Chapada dos Veadeiros. Para se chegar lá tivemos que pegar instruções com diversas pessoas que encontramos durante a viagem. Uma placa a 20 km depois de sair de Alto Paraíso na estrada BR-010 em sentido a Brasília, indica o início de mais 40 km por um emaranhado de estradas de terras. Acabamos nos perdendo na imensidão daquele cerrado e nos achamos após pegarmos as informações corretas num sítio da região.

Como nos foi indicado, fizemos um camping selvagem (literalmente no meio do mato) na Catarata dos Couros. Quando se faz um acampamento desse estilo, você deve ter alguns cuidados como: nunca deixar a barraca aberta para não entrar bichos; tomar banho de sabão de coco e usar pasta de dente natural para não poluir o rio; sempre apagar o fogo da fogueira muito bem para evitar incêndio (quando chegamos nas cataratas tinha acabado de ocorrer um início de incêndio que por sorte foi controlado); e não lavar as louças no rio. Imponente e bela, a última cachoeira da Chapada dos Veadeiros fez nossa viagem se fechar com chave de ouro.

A Chapada dos Veadeiros é magnífica, se você tiver a oportunidade de visitá-la não perca! Não deixe de nos acompanhar pelo Facebook, Twitter e Instagram para saber das novidades.