Phoenix Park, o maior parque da Europa

Por: Catraca Livre

Localizado a 3 km do centro de Dublin, é um dos principais pontos turísticos gratuitos da cidade.

Há muita coisa pra ver dentro do parque, já que ele mede 712 hectares. Se você não tem bicicleta, uma ótima opção seria o aluguel de bikes lá dentro do parque mesmo. Para saber mais, clique aqui. E em um só dia é praticamente impossível ver tudo. O bom é que o parque fica aberto 24 horas por dia nos 7 dias da semana. Não aconselhamos ficar lá quando estiver escuro, pode ser um pouco perigoso.

Mapa do parque

Vamos iniciar o nosso passeio pelo portão principal, na Parkgate St. À sua esquerda você enxerga um obelisco bem grande, chamado de Wellington Monument ou Wellington Testimonial, medindo 62 metros de altura, ou seja, o maior obelisco da Europa.

Construído para comemorar as vitórias de Arthur Wellesley, primeiro Duque de Wellington, foi planejado, originalmente, para ser exposto no Merrion Square, mas foi construído no Phoenix Park após a oposição de moradores da praça.

Sempre que dava, fazíamos um pic nic por lá.

À sua esquerda você encontra o People’s Garden. Tem até um lago com cisnes, patinhos… Os pássaros cantam à vontade por ali. É muito lindo! É melhor lugar para levar a criançada porque tem um playground ali também.

Continuando o passeio, seguindo em frente agora pela avenida principal do parque (sim, há ruas e avenida dentro do parque), do lado direito você encontra o zoológico de Dublin, o maior da Irlanda. Para maiores informações sobre o zoológico, clique aqui.

À sua esquerda você começa a ver as diversas quadras de esportes que existem dentro do parque, sendo ponto de encontro de jogadores de cricket, futebol e hurling (esporte típico irlandês). E é ao lado desses campos que podemos encontrar sabe o que? Cervos! Ou se preferir, veadinhos! Gente, agora para tudo! Eles são as coisas mais fofas desse muuuuundo! Vocês não tem noção! Eu juro que fiquei apaixonada e mesmo que recebi muitos conselhos para não se aproximar tanto deles porque eles podem atacar, eu meti as caras e fiquei frente a frente com eles. Não me arrependo, sério! Aqui vão algumas fotos, mas no vídeo, no final do post, vocês verão com mais detalhes como foi legal.

Novamente seguindo em frente pela avenida principal, você encontrará um campo de polo. Caso você queira visitar o site oficial do Federation of Irish Polo Clubs, clique aqui. E um pouquinho mais a frente você vê a casa do presidente da Irlanda, Sr. Michael D. Higgins. Siiim, ele mora dentro do parque e era nosso vizinho, olha que chique!

O Áras an Uachtaráin, como é chamada a residência oficial do presidente, já abrigou a rainha Vitória da Inglaterra. O local está aberto para tours guiados somente aos sábados. Se quiser mais informações sobre a visita, clique aqui.

À sua esquerda você vai facilmente enxergar a Cruz Papal. A Papal Cross, como é chamada aqui, é uma cruz branca feita de vigas de aço de aproximadamente 35 metros de altura que foi erguida para a visita do papa João Paulo 2 no dia 29 de Setembro de 1979. Neste dia, antes de viajar para Drogheda, Co. Louth, o papa realizou um sermão ao ar livre para mais de 1,25 milhão de pessoas.

Dia 14 de Setembro é celebrada a Exaltação da Santa Cruz, uma vez que foi neste dia em que ela foi erguida.

Continuando na avenida principal, você avista a sua frente o Phoenix Monument, caracterizando o centro do parque, o qual foi erguido pelo quarto Conde de Chesterfield em 1747. A coluna foi esculpida em pedra e possui a forma de uma coluna coríntia com uma ave Fênix renascendo das cinzas em seu topo. Este monumento constitui um ponto focal de uma grande rotatória na bela e arborizada Chesterfield Avenue.

Siga um pouco mais a frente e olhe para a sua esquerda. Você verá a Residência do Embaixador americano. Nosso vizinho também.

Continuando nossa árdua caminhada mais uma vez, um pouco mais a frente, do lado direito, você encontra o Visitor Centre. É lá que você deve ir antes para emissão do ticket gratuito para o tour na residência do presidente e dependendo da época você pode encontrar alguma exposição bem bacana por lá. Logo ao lado, está o Ashtown Castle, totalmente restaurado, uma torre medieval do século 17.

Imagem via Pinterest[/img]

E por fim, praticamente no final do parque, seguindo ainda pela avenida principal, à sua esquerda você encontra a Farmleigh, a antiga residência da família Guinness. Não vou falar muito sobre ela neste post, pois já detalhamos nossa visita à Farmleigh neste post aqui.

Tenho que confessar que na primeira vez que fomos visitar o parque, a ansiedade de conhecê-lo era tão grande que enchi o saco do Vi para andarmos até o final. Conseguimos, mas demoramos hoooooras e ficamos mais mortos do que tudo. Pra vocês terem uma ideia, tivemos que voltar de ônibus porque não havia condições humanas pra voltar a pé tudo aquilo de novo! rs Depois começamos a ir e ficar só no People’s Garden ou no máximo na região do Wellington Monument e fazer o nosso pic nic.

Para finalizar, aqui vão algumas cenas das nossas idas ao parque! Preparem o coração pois as cenas dos cervos causam emoção! rsrs

Clique aqui para ver todos os outros posts sobre a Irlanda. E se você quiser informações sobre intercâmbio, deixe o seu e-mail nos comentários do blog e peça um orçamento sem compromisso.

Esperamos que vocês tenham gostado! E aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook, seguir a gente no Instagram e se inscrever no nosso Canal do Youtube para não perder mais nenhuma dica.

Compartilhe: