Dez importantes galerias de Belo Horizonte abrem suas portas no dia 2 de setembro, com exposições inéditas que integram o 2º Circuito de Arte 10 Contemporâneo. A ideia do evento é criar uma agenda comum para dar visibilidade e fortalecer a arte contemporânea na capital mineira.

Toda a programação tem entrada Catraca Livre e ainda conta com uma van, que, a cada 30 minutos, leva o público de galeria em galeria gratuitamente, promovendo a integração total do circuito.

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na galeria dotART

Mais do que uma associação, o Circuito 10 Contemporâneo se trata de um movimento espontâneo e colaborativo, que procura integrar a formação de público e mercado.

O projeto ocupa BH com a intenção de tornar a arte mais acessível e aumentar a intimidade do público com as galerias. Além de propor uma agenda cultural significativa, os mineiros têm a chance de, a cada espaço visitado, perceber as diferenças e características únicas, e apurar o olhar artístico.

Ficou animadinho para curtir as exposições? Então confira a programação completa das galerias:

  • Trabalhos Recentes | AM Galeria
    Rua do Ouro, 136 - Serra
    Segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h
    Até 30 de setembro

A exposição "Trabalhos Recentes" apresenta os últimos dois anos de produção do pintor Ricardo Homen e mostra séries de pinturas em diversas dimensões além dos objetos que passou a produzir nos últimos meses.

  • Mariza Trancoso, Seus Anjos, suas Meninas, Figuras e Abstratos | Galeria Beatriz Abi-Acl
    Rua Santa Catarina, 1155 - Lourdes
    Segunda a sexta, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h
    Até 30 de setembro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na galeria Beatriz Abi-Acl

Diplomada pela UFMG com especializações na Bélgica e na França, a artista Mariza Trancoso reúne em seu trabalho características dos expressionismo, moderno e contemporâneo, estilos que refletem uma obra essencialmente pintura.

  • Volumetrias | Galeria Celma Albuquerque
    Rua Antônio de Albuquerque, 885 - Lourdes
    Segunda a sexta, das 9h às 19h, e aos sábados, das 9h30 às 13h
    Até 30 de setembro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na galeria Celma Albuquerque

A exposição coletiva "Volumetrias" apresenta obras dos artistas Beth Jobim, José Bechara, José Bento, Raul Mourão e Waltercio Caldas. O conceito de volumetria na arquitetura pode ser definido como um conjunto de dimensões que determinam o volume de uma construção.

  • Intervenções | Studio Cícero Mafra
    Rua Xingú, 487 - Alto Santa Lúcia
    Segunda a sexta, das 14h às 19h
    Até 02 de outubro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição no Studio Cícero Mafra

Para a artista plástica Solange Costa, a pintura sempre foi uma vocação, depois aprimorada na Escola de Belas Artes Gran Peña em Madri, onde, passa grande parte do tempo dedicada às suas produções. As obras apresentadas foram criadas especialmente para essa exposição. São intervenções da artista em óleo sobre fotografias de Cícero Mafra.

  • Coletiva | dotART Galeria
    Rua Bernardo Guimarães, 911 (salas 8 e 18) - Funcionários
    Segunda a sexta, das 9h às 19h, e aos sábados, das 9h às 13h
    Até 21 de outubro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na galeria dotART

A dotART Galeria apresenta as individuais "Re-", do artista Barrão, "Children’s Corner", da artista Renata Egreja. e "Meu mundo teu do artista". de Alexandre Sequeira, e ainda lança a segunda edição do "Programa Gravura", que tem como convidado o artista carioca Elvis Almeida.

  • Célia Euvaldo | Galeria Lemos de Sá
    Av. Canadá, 147 - Jardim Canada
    Segunda a sexta, das 10h às 18h, e aos sábados, das 11h às 14h
    Até 30 de setembro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na Galeria Lemos de Sá

O preto impõe-se com sua presença já conhecida no trabalho e a aguada, em cores tênues, delicadas, diria mesmo, discretas, contrariam a imposição do preto, pela sua delicadeza. Toda uma nova experiência poética surge nesses novos trabalhos de Célia Euvaldo.

  • José Resende | Manoel Macedo
    Rua Lima Duarte, 158 - Carlos Prates
    Segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábado, das 10h às 14h
    Até 04 de novembro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na galeria Manoel Macedo

A solução clara, elegante, de articulações plásticas tensas e precárias distingue prontamente uma escultura de José Resende. A disparidade de materiais, o recurso a laços, nós e dobras como agentes de sustentação, até a sua posição circunstancial no ambiente, tudo converge para uma configuração positiva que testemunha a maleabilidade inesgotável do espaço, a disponibilidade essencialmente plástica do mundo.

  • A Convergência do Design e da Arte Contemporânea | Murilo Castro
    Rua Benvinda de Carvalho, 60 - Santo Antônio
    Segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h
    Até 07 de outubro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na galeria Murilo Castro

O mundo moderno sempre buscou a integração entre a Arte e a Indústria, substituindo os antigos ateliês por estúdios de criação coletiva, sintetizados pela Bauhaus, que propunha a unidade de todas as artes através de práticas interdisciplinares, visando a produção de objetos ao mesmo tempo úteis e belos.

  • Deneir, um sobrevôo sobre o erudito e o popular | Galeria Orlando Lemos
    Rua Melita, 95 - Jardim Canadá
    Segunda a sexta das, 9h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h
    Até 06 de outubro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na Galeria Orlando Lemos

Deneir de Souza começou sua vida artística aos 19 anos, quando frequentou um curso livre de arte. Sua arte é desenhada, sonora, impregnada de sentidos e sensações, emoções e ações, movimento e cor. Ele tudo entrelaça e vai compondo poemas. Ora lúdico, ora crítico, ora poético, Deneir sempre apresenta algo capaz de nos fazer pensar a natureza do mundo material. Ao apanhar desperdícios ele renova sentidos no mundo.

  • Uma Face Inédita | Quadrum
    Av. Prudente de Morais, 78 - Cidade Jardim
    Segunda a sexta, das 12h às 19h
    Até 11 de outubro

Créditos: Divulgação

Obra em exposição na galeria Quadrum

Nesta mostra, é apresentada uma face inédita da obra do artista paulistano Thomaz Ianelli, composta por objetos e assemblages. Cada trabalho do artista traz a marca de um profundo respeito e o reconhecimento de que o objeto artístico é o resultado de um consórcio entre a mente, o olho, a mão, o plano branco da tela ou do papel, as cores.


Mais exposições em BH:

Exposições para visitar com entrada Catraca Livre