O Borboletário da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica é uma boa pedida para visitação. O local é preparado para receber grupos escolares, famílias e outros interessados em conhecer o ciclo completo de vida de mariposas e borboletas.

Com uma proposta diferenciada, a visita ao borboletário acontece em dois momentos: no primeiro, o visitante assiste a um vídeo sobre o ciclo de vida de borboletas e de mariposas, sua ocorrência e hábitos, e conversa com um dos monitores sobre outras curiosidades presentes nos painéis educativos e informativos; no momento seguinte, o público é encaminhado ao viveiro de exposição, uma área com 250 m² e cinco metros de altura onde adultos e crianças entram em contato com as borboletas.

Créditos: Suziane Fonseca/PBH

Com mil indivíduos de dez espécies, Borboletário proporciona um balé de cores aos visitantes na Pampulha

O borboletário é composto, ainda, pelo laboratório onde são mantidas as formas juvenis das borboletas – ovos, lagartas e pupas - e pelo viveiro para a produção de plantas, onde são cultivadas espécies que servem de alimentos para as lagartas e suas formas juvenis.

Mas o que mais atrai os visitantes é a possibilidade de compartilhar o mesmo espaço com os animais, no viveiro de exposição, e usufruir da beleza das formas e cores desses insetos que promovem um verdadeiro balé com o movimento de suas delicadas asas. Atualmente, o Borboletário mantém, em média, mil indivíduos de dez espécies de borboletas que existem naturalmente na região de Belo Horizonte.

Na primavera, o borboletário apresenta mais exemplares de borboletas e mariposas. Isso porque, passados os meses mais frios do ano, em que ocorre a diapausa, ou seja, a redução do crescimento e do desenvolvimento de alguns animais, em especial insetos, geralmente relacionada às estações do ano, este é o momento propício para a reprodução e desenvolvimento desses animais.

1/3

Crédito da imagem: Suziane Fonseca/PBH

2/3

Crédito da imagem: Suziane Fonseca/PBH

3/3

Crédito da imagem: Suziane Fonseca/PBH

  • Crédito da imagem: Suziane Fonseca/PBH

    1/3

  • Crédito da imagem: Suziane Fonseca/PBH

    2/3

  • Crédito da imagem: Suziane Fonseca/PBH

    3/3

É na estação também que a oferta de plantas-alimento e plantas ornamentais, atrativas para as espécies, aumenta consideravelmente. As borboletas executam as danças de acasalamento ou voam pelo local em busca das plantas atrativas e ornamentais, cujas flores e folhas servem de local para a postura de ovos e repouso. Entre as espécies plantadas estão camará, sálvia-de-jardim, camarão-azul, falsa-érica, titônia, zínia, miosótis e penta. Outras espécies compõem o bosque para o repouso dos animais, como embaúba, aldrago, manacá e pariparoba.

O plantio das mudas foi executado pelos jardineiros do Jardim Botânico, conforme detalhamento do projeto paisagístico idealizado pela bióloga Margareth Ávila, que levou em consideração as características do local para estabelecer a harmonização dos jardins internos e externos de modo a criar um ambiente totalmente adaptado às necessidades dos animais e à estética do entorno.

Créditos: Suziane Fonseca/PBH

O Borboletário do Jardim Zoológico da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica é uma boa pedida. O local é preparado para receber grupos escolares, famílias e outros interessados em conhecer o ciclo completo de vida de mariposas e borboletas.

Com entrada Catraca Livre, o espaço é aberto para visitação de terça a sexta, de 9h as 11h e das 14 às 16h, sendo que de quarta e sexta, recebe grupos agendados. Aos sábados, domingos e feriados, o borboletário abre de 10h as 12h e de 14h as 16h, nesses dias o atendimento é por ordem de chegada. Para informações, basta ligar para o númer (31) 3277-8489.


  • Você vai se interessar por mais essas dicas de natureza em BH

Parques com nascentes e lagos para aproveitar em BH

Borboletário do Jardim Zoológic

A partir de
01 Mar

De 01/03 a 01/12:   Terças,  Quartas,  Quintas,  Sextas,  Sábados e  Domingos das 09:00 às 12:00

Fundação Zoo-Botânica
Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8000 Pampulha - Centro Belo Horizonte - MG
Catraca Livre