"O Cine Teatro", como é conhecido pelos moradores mais antigos, foi construído entre as décadas de 30 e 40, sendo mantido pelo Círculo Operário da Bahia, entidade que era ligada à Igreja Católica. Esta mesma entidade doou para Irmã Dulce, por conseguinte, não conseguiu manter e repassou na década de 70 para o governo do Estado.

Após diversos abaixo-assinados da comunidade e manifestações de grupos culturais da região em 2005 ele entrou em reforma e em dezembro de 2006 foi reinaugurado, mas foi em 8 de junho de 2007 que as atividades nele foram reiniciadas. No primeiro semestre de 2007, foi criado o Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio, que, após várias intervenções, acerca do reinício das atividades, da proposta de gestão participativa, do caráter do espaço, contribuiu para a reabertura do Cine-teatro junto à ação da FUNCEB. A atual gestão se dá numa comunhão Sociedade Civil organizada e Estado; é feita em parceria entre a FUNCEB e os grupos culturais do Subúrbio ferroviário de Salvador.

Fonte: Site oficial