A história de um bem imóvel público certamente reflete a história da sociedade onde se insere. O Palacete Provincial, conhecido por mais de cem anos como Quartel da Polícia Militar, e que agora retoma sua denominação original, acompanhou o evoluir da sociedade amazonense.

O prédio considerado um patrimônio tangível que foi tombado em conjunto com a Praça Heliodoro Balbi e o Colégio Amazonense D. Pedro II e encontra-se sob proteção especial da Comissão Permanente de Defesa do Patrimônio Histórico e Artístico, de acordo com a Resolução Nº 01/80, homologada pelo Dec. Nº 4.817 de 06 de dezembro de 1980.

Hoje, o Palacete Provincial encontra-se sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Cultura, que o restaurou para nele abrigar os Museus do Estado: Museu de Numismática, Museu da Imagem e do Som do Amazonas, Pinacoteca do Estado, o recém criado Museu de Arqueologia e o Museu Tiradentes (que sai da administração da Policia Militar para a SEC). Nele também passa a funcionar o Ateliê de Restauro de Obras de Arte e o Ateliê de Papel.