A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura, entregam à regional nordeste a Usina de Cultura. A fundação deste novo equipamento cultural faz parte da comemoração dos 119 anos da cidade.

Construído em 1984, o antigo galpão da prefeitura, com seus 2.700m², sendo 1.200m² de área construída (coberta) e 1.500m² de área externa, passará a ser, agora, um espaço de arte, cultura e convivência. E todo esse tamanho foi a inspiração para a escolha do nome que remete a capacidade e a potência de se produzir energia.

A Usina de Cultura proporcionará a seus frequentadores o contato com a literatura, a música, o teatro, a dança, o circo e artes plásticas e visuais. Além disso, haverá também uma academia a céu aberto, uma horta comunitária, um fogão à lenha e um telecentro. Tudo pensado para que a população tenha um espaço de aprendizado e troca de experiências que envolva o convívio entre diferentes gerações e o contato direto com artistas parceiros do centro cultural.

Os frequentadores terão, ainda, a oportunidade de participar de oficinas de formação artística gratuitas oferecidas pela Escola Livre de Artes (ELA) e outras instituições e artistas comprometidos com a Usina de Cultura.