Festival do Parque da Vila Madalena promove gastronomia e arte

Por: Redação Comunicar erro

No dia 28 de abril,  o Parque da Vila Madalena – uma área de 60 mil m2 que tem o Beco do Batman como centro – servirá de palco para um grande evento: o Festival do Parque da Vila Madalena. Quem estiver pela região entre 11h e 18h, terá a oportunidade de estar em contato com toda a economia criativa da região.

Crédito: A_namenko/ istockParque da Vila recebe diversas atrações no dia 28

O encontro é realizado pelo Catraca Livre, em parceria com diversos locais e comércios da região. Na programação: apresentações gratuitas de jazz, música erudita, live painting, oficinas culturais e uma visita guiada onde o público poderá conhecer um pouco mais dos artistas locais. Confira a programação:

O Armazém da Cidade promove, das 11h às 18h,  o Festival de Jazz da Prainha. Haverá atividades ao ar livre para crianças com a Madri Recreações (das 11h às 16h), além de um espaço pet com Andrews da Guarda c/ Circuito de Agility. O espaço ainda reserva, durante todo o tempo de evento uma Feira Gastronômica e um Festival de Cervejas e Chopps Artesanais especial Colorado. O Armazém da cidade fica narua Medeiros de Albuquerque, 270.

A Galeria Alma de Rua se une à Galeria Crua de Arte Marginal exposição coletiva Tropical, uma empreitada dos artistas Gen Duarte, Guiga e Nevs Gen Duarte, malabaristas das cores de traços orgânicos apresenta seus famosos personagens barrigudos e mau encarados pintados sobre novos materiais como recortes de madeira e tampos de mesa. Guiga, artista das caligrafias inconfundíveis e intervenções, vem com ladrinhos e tijolos apresentando suas réplicas dos espaços reais da cidade de São Paulo em forma de arte. E Nevs, vindo da linha tradicional do grafite, apresenta um trabalho que flerta com suas origens usando elementos regionais usados em caminhões, inspirado em suas memórias de filho de caminhoneiro. Quem vier a exposição encontrará uma efervescente cena de arte urbana paulistana com referências de pinturas regionais em uma inovadora leitura do que é brasilidade em cores e movimentos. A Galeria Alma da Rua fica na Rua Gonçalo Afonso, 96.

Já a ecoBeco realiza a Feira de Produtos para o dia dia sustentável. Trata-se de um Centro de Exposição de Soluções Ecoeficientes, localizado em um arborizado terreno no Beco do Batman, que tem como objetivo aproximar o cidadão urbano de soluções ecoeficientes para seu dia a dia. O espaço foi criado pelo Arq. Rafael Loschiavo, junto ao escritório de arquitetura Ecoeficientes, especializados em Construções  Sustentáveis. A Feirinha do ecoBeco é um evento onde são selecionados os melhores produtores locais de produtos ligados à sustentabilidade, nas áreas de: Arte, Decoração, Moda, Acessórios, Comidinhas Vegetarianas e muito mais. A ecoBeco fica na  R. Gonçalo Afonso, 106 B.

Na Choque Cultural haverá a exposição do artista cearense Narcêlio Grud e oficina musical gratuita. Serão apresentadas São esculturas sonoras e interativas – ele construiu verdadeiros instrumentos musicais que o público pode manusear. No domingo, às 17h, a Choque propõe uma oficina musical gratuita e para todos os públicos. Um arte-educador explicará como funciona cada instrumento e o público poderá entender melhor as “maluquices” de Narcélio Grud. A Choque Cultural fica na rua Medeiros de Albuquerque, 250.

Além disso, no Mercado Poucas e Boas vai oferecer uma oficina de aquarela às 15h com a artista Gabriela Motta. A ideia da oficina é brincar, improvisar e exercitar nosso lado criativo: soltar a mão sem medo e pensar na relação entre as manchas de tinta e os contornos no papel. Pra isso você vai precisar de um estojinho de aquarela (pode ser aquele escolar), caneta e lápis de cor – ou o que você tiver em casa. O local conta também com uma loja colaborativa formada por marcas autorais e peças produzidas em pequena escala. Durante todo o festival vários produtores e criadores das marcas residentes do MPB estarão presentes, mostrando suas histórias e fazendo o lançamento de novas peças e coleções. O Mercado Poucas e Boas fica na travessa Alonso, 15.

A Urban Arts trará a dupla LANÓ, formada por Carolina e Juliana, para um live painting no local a partir das 11h. Dentro da Galeria, consultores especializados em decoração darão auxílio para os interessados em deixar seus ambientes mais estilosos com diversas opções e estilos de arte.  A Urban Arts fica na Rua Aspicuelta, 10.

O Catraca Livre recebe a Escola de Sorvete. Ela estará presente e todo o dinheiro arrecadado irá para montar o projeto da Escola Sorvete em Heliópolis.  Com o crescimento do consumo, do mercado de sorvetes no Brasil e com o propósito de difundir o conceito de um produto sano, honesto, natural, feito a partir de frutas frescas e bom chocolate Francisco Sant’Ana criou a Escola Sorvete, cujo alvo são pequenos empreendedores e profissionais que queiram fazer isso uma renda.

Às 11h haverá o lançamento do disco Bolerojazz idealizado pela cantora paraguaia Monica Elizeche, é um projeto multicultural que convida a conhecer mais sobre as raízes culturais latino-americanas através do gênero Bolero e dos estilos aos quais se misturou, influenciando outros novos. Poliglota e multicultural, o bolero é som cubano, habanera, ranchera mexicana, cha cha, tango, guarania, chamame, blues e jazz. É um discurso amoroso que nunca acaba sempre renovando-se, uma atmosfera especial, uma filosofia que permite suportar os rigores do amor latino e evidencia sua intimidade.

Às 13h haverá o grupo Cordas do Quadrado, que é formado por adolescentes de famílias de Trancoso, no sul da Bahia. Nasceram no entorno do “Quadrado”, famoso mundialmente entre turistas. E o que nós temos em comum e a paixão pela música erudita que nos faz acreditar em nossos sonhos. A violinista Carol Panesi  também se apresenta – ela é convidada especial da Orquestra Cordas do Quadrado. O espetáculo será regido pelo maestro João Carlos Martin e terá como abertura a apresentação do pequeno pianista Davi Campolongo.

Logo às 14h haverá a participação do projeto Diamantes Musicais com Lucas Sales e Matheus Juliano. Diamantes Musicais trata-se de uma incubadora musical da escola de música Companhia das Cordas Com que tem como objetivo encontrar jovens talentosos em áreas menos favorecidas economicamente no Brasil inteiro e ajudar a “lapidar esses diamantes” através de cursos de música para que eles possam aprimorar seus conhecimentos, terem novas experiências nesse meio e prepará-los para faculdades de música no Brasil e no exterior.

Às 15h20 a Camerata da Orquestra Heliópolis se apresenta e às 16h20 termina com o Coro da Orquestra de Heliópolis.

O Catraca Livre fica na rua Aspicuelta, 99.

A The Box Project fará o lançamento da Coleção Mirror da Melissa com drinks patrocinados pela TNT, comidinhas do Bistrô Ó-Chá e terá flash tattoo. Às 14h receberá a banda Capitão Macedo. A The Box Project fica na R. Aspicuelta, 145.

A Galeria Zero vai promover um tour pelo Festival do Parque da Vila Madalena. Será uma visita guiada pelo Parque da Vila e Beco do Batman. A Galeria Zero realizará uma visita guiada aberta que abrirá a porta de toda a cena cultural do Parque da Vila Madalena e um passeio pelo Beco do Batman conhecendo mais de perto os trabalhos dos artistas que compõem os muros ao redor do espaço. O ponto de encontro será na rua Simpatia, 23, para no máximo 20 pessoas. A caminhada está agendada para acontecer  às 12h e as 15h. Inscrições devem ser feitas pelo email reciprocidade@catracalivre.com.br.

Sempre de portas abertas, o Local Studio Arts também participará nesse domingo. Os artistas do Local Studio, Boleta, Milo Tchais, Ninguemdormi e Prozak fazem parte da história do Beco do Batman. São moradores e interventores da Vila Madalena, que há quase 20 anos vêm contribuindo para a transformação estética e cultural do Beco, do bairro e da cidade.

O Local Studio nasceu fruto desta parceria entre artistas e moradores, explorando as possibilidades que espaços urbanos oferecem. O Beco do Batman é um deles, e de certa forma central na história do bairro, dos artistas e do estúdio/galeria, e onde hoje nos localizamos.

Vale a pena conferir também as exposição do Rafael Hayashi que acontece na Galeria A7MA (rua Harmonia, 95B). Conflitos entre sociedade e o indivíduo são o tema central de seus trabalhos. São Paulo, Brasil, é a cidade onde nasceu, vive e de onde extrai suas obras. Da luta que trava com a cidade e da força que faz para não ser engolido por ela emergem seus trabalhos. Na produção de suas pinturas as formas e os personagens emergem de grandes massas de tinta. Como se pudesse moldar a tela ele constrói com suas mãos e pedaços de tecidos suas luzes, volumes e movimentos.

Na A Queijaria haverá a oficina oficina de produção e degustação de queijos, às 11h e às 15h.  A queijaria fica na rua Aspicuelta, 35.

O restaurante sustentável Corrutela, do chef César Costa, mostrará o processo inteiro de como eles fazem o chocolate artesanal. O restaurante fica na rua Medeiros de Albuquerque, 256.

Compartilhe: