Últimas notícias:

Loading...

Brasileiro cria óculos que permitem viagem virtual por meio da tela de um smartphone

Promovido pela Braskem

Por: Publi

Ter a sensação de descer a toda velocidade uma montanha-russa, viver a adrenalina de estar cara a cara com dinossauros gigantes em movimento e viajar para infinitos lugares sem ao menos sair do lugar. É o que promete a Beenoculus, uma startup com sede em Curitiba (PR), que desenvolveu os primeiros óculos de realidade virtual do Brasil.

Os óculos são ajustáveis e preparados para qualquer modelo de smartphone. Basta acoplar no aparelho, colocar no rosto e pronto. O usuário já começa a imersão em outro mundo.  A ideia de seus criadores é democratizar o uso desse tipo de tecnologia, por isso o aparelho custa R$129, quatro vezes menos que os existentes no mercado.

Foram dois anos de pesquisas, trabalho e centenas de protótipos feitos em impressoras 3D, até que se chegasse a um modelo final, feito à base de plástico. A empresa produz tanto o adaptador quanto os softwares, programas que rodam para assistir com os óculos.

Já imaginou estar em pé numa montanha russa? Com o Beenoculus você tem essa experiência incrível! Olha como o Felipe Vieira reagiu! Acha que é fácil é? Espere só até seu Beenoculus chegar! :DFaça o pedido do seu Beenoculus: http://store.beenoculus.com/collections/produtos

Posted by Beenoculus on Thursday, 12 February 2015

Ferramenta educacional

A grande aposta da empresa é transformar o Beenoculus em ferramenta educacional.  Por meio de  aplicativos desenvolvidos por ela, é possível, por exemplo, entrar no corpo humano nas aulas de biologia e conhecer outros países na aula de geografia.

Segundo os criadores, a tecnologia explora melhor o aprendizado e está em sintonia com a atual geração de jovens superconectados, que preferem estudos dinâmicos. “Podemos ‘enganar’ o cérebro fazendo o usuário sentir-se como o sujeito da ação e não um mero espectador. Esse método tem o potencial de transformar o ensino formal, técnico e profissional”, explica Rawlinson Peter Terrabuio, diretor de Marketing da Beenoculus Tecnologia.

Por se apresentar como uma ferramenta complementar de ensino e por ser feito de plástico, o projeto foi um dos 19 selecionados pelo programa Braskem Labs, que incentiva empreendedores com ideias inovadoras. Conheça todos os outros projetos selecionados aqui.

Compartilhe: