‘Criativos da Escola’ premia iniciativas que mudaram a realidade de escolas e comunidades

crédito: Memórias do PAC
Soluções criativas para transformar a realidade em que vivem.

Recuperar uma praça abandonada e torná-la um espaço de lazer; incentivar os jovens a irem para escola de bicicleta para prevenir a obesidade infantil; desenvolver uma campanha de combate ao bullying. Agora, projetos que transformam as escolas, os alunos e suas comunidades ganham uma oportunidade para serem celebrados, reconhecidos e divulgados. Trata-se do Desafio Criativos da Escola, que irá premiar iniciativas protagonizadas por crianças e jovens, com o apoio de educadores, que se destacarem pelos impactos causados na realidade e pelo processo de construção e implementação da ideia.

“Com o Desafio, queremos estimular a construção de novas narrativas que nascem nas escolas e impactam todo o entorno, divulgando-as amplamente e inspirando cada vez mais gente para se unir ao movimento”, explica Carolina Pasquali, diretora de comunicação do Instituto Alana e coordenadora do projeto.

Os projetos devem ser enviados até o dia 31 de outubro de 2015 e podem ser inscritos diretamente no site. Um júri será responsável pela seleção das cinco histórias de transformação– dentre os jurados, estão Helena Singer, assessora especial do Ministro da Educação, responsável pela área de fomento à inovação e à criatividade na educação, e Anna Penido, diretora-executiva do Instituto Inspirare, que tem como missão inspirar inovações que melhorem a qualidade da educação no Brasil. A divulgação dos projetos premiados acontece em novembro.

As cinco equipes autoras das histórias de transformação mais impactantes viajam até São Paulo no período de 8 a 11 de dezembro, para vivenciar uma experiência de inovação inesquecível durante dois dias, conduzida pela equipe da Mesa&Cadeira – referência na condução de processos de criação e inovação. No dia 11, o grupo compartilha os frutos dessa vivência em uma cerimônia de premiação no Itaú Cultural, que contará com a presença de educadores, alunos, formadores de opinião, autoridades e redes parceiras. Para os educadores responsáveis pelos grupos haverá uma premiação no valor de R$ 1 mil para fazer um curso a sua escolha e a escola ganhadora também recebe R$ 2 mil para celebrar a conquista com toda comunidade escolar.

Podem ser inscritos projetos em desenvolvimento, ou concluídos, em qualquer local onde haja um grupo de crianças ou adolescentes, como escolas, organizações do terceiro setor, associações, entre outros. Para quem ainda não começou, mas tem interesse em desenvolver projetos de transformação com seus alunos, veja aqui diversos materiais para apoiar e inspirar o processo.

Compartilhe:

1 / 2
1
02:01
As mentiras sobre as vacinas matam
Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da Anvisa,  fala sobre as mentiras sobre as vacinas e o quanto o calendário …
2
05:29
Como o estresse interfere na saúde do bebê
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, é conhecido como o médico que implantou no Brasil o parto humanizado. Esse …