Causando
Causando

Causando

No Super Bowl, marca inspira mulheres a liderar

Microsoft traz história de Katie Sowers, a primeira treinadora a chegar à final do campeonato de futebol americano

Neste domingo, os holofotes estarão direcionados a uma mulher no Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano.

O nome dela: Katie Sowers. Trata-se da primeira treinadora de ataque do San Francisco 49ers a disputar uma final.

Catraca Livre criou o projeto Causando, apoiado pelo Carrefour, para mostrar como as marcas desenvolvem e assumem causas.

Katie também será a primeira treinadora mulher a disputar uma final em toda a história do torneio, revela a peça de 60 segundos criada pela agência McCann para a Microsoft. E também a primeira declaradamente homossexual a alcançar o feito.

Campanha da Microsoft no Super Bowl 2020
Crédito: Reprodução/YouTubeCampanha da Microsoft traz Katie Sowers, primeira treinadora mulher no Super Bowl

Protagonismo

O vídeo traz a infância e os sonhos de Katie. E mostra que, apesar de querer ser treinadora, havia uma barreira: ela nunca havia visto uma mulher nesse posto antes.

“Me diziam que as pessoas não estavam preparadas para serem lideradas por uma mulher”, diz ela na campanha preparada para o Super Bowl. “Mas esses caras têm aprendido com mulheres a vida toda… Mãe, avós, professoras.”

E completa: “Não estou tentando ser a melhor treinadora. Estou tentando ser a melhor [independentemente do gênero]”.

A Microsoft busca inspirar mulheres e meninas a liderar – em qualquer área.

Super Bowl em números

O Super Bowl é o evento de televisão mais assistido nos EUA. Exibido pela rede CBS, o evento atrai grandes anunciantes dispostos a investir fortunas por segundos no ar.

No ano passado, a emissora cobrou US$ 5,25 milhões por meio minuto, durante a final entre os Los Angeles Rams e o New England Patriots.