Abdelmassih volta a presídio após ter prisão domiciliar suspensa

Ex-médico foi condenado a 181 anos de prisão por estupros de pacientes e estava monitorado por tornozeleira eletrônica havia uma semana

Por: Redação

O ex-médico Roger Abelmassih, 73 anos, voltou para a penitenciária de Tremembé (SP) neste sábado, dia 1º, após ter tido a prisão domiciliar revogada pela Justiça.

O ex-médico Roger Abdelmassih, quando preso pela primeira vez, no Paraguai

Abdelmassih foi condenado a 181 anos de prisão por 48 estupros de 37 pacientes e estava monitorado por tornozeleira eletrônica em sua casa, em São Paulo, havia uma semana.

O detento chegou ao presído em uma viatura da polícia depois de ter passado por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) da capital paulista. As informações são do G1.

O Tribunal de Justiça acatou o recurso do Ministério Público em Taubaté, que argumentava que o preso não havia cumprido pena suficiente para obter progressão do regime. A Promotoria também afirmou que um laudo médico feito por um perito nomeado pela Justiça não comprovava que ele precisasse deixar o presídio para receber atendimento médico.

Abdelmassih sofre de problemas cardíacos e sua defesa tentava obter um indulto humanitário (perdão da pena oferecido a presos com problemas de saúde crônicos e graves). Antes da prisão domiciliar, ele passou 40 dias internado com uma broncopneumonia.

De acordo com a decisão da Justiça, o ex-médico será atendido na enfermaria do presídio caso passe mal. Se houver uma emergência, será encaminhado a um hospital.

Leia a reportagem na íntegra.

  • Veja também:

Compartilhe: