Alexandre Frota e MBL vão ter que apagar ofensas contra Caetano

Eles com certeza vão ficar 'pistola' com a decisão

Por: Redação
Será que mais ‘mimimi’ por aí?

A Justiça do Rio de Janeiro bateu o martelo e deu causa ganha a Caetano Veloso e Paula Lavigne. As informações são da coluna do jornalista Lauro Jardim.

A decisão tem como base as acusações de que Caetano Veloso praticou pedofilia.

Confira:

Eles conseguiram duas liminares que irão obrigar Alexandre Frota e os dirigentes do MBL, Kim Kataguiri, Renan dos Santos e Vinicius Aquino, a terem de apagar no prazo de 48 horas postagens consideradas ofensivas.  A decisão vale para o Twitter e o Facebook.

Foi o juiz Bruno Manfrenatti, da 50ª Vara Cível, quem determinou a sentença. Ele garante ainda que, caso não apaguem o post, ambos terão de pagar multa de R$ 10 mil por dia.

Para o magistrado, os réus tiveram o “intuito de depreciar a imagem dos autores” com “ofensas difamatórias e caluniosas”.

Leia mais:

Compartilhe: