CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Alexandre Frota e seus seguidores estão sob investigação judicial

Após lançar ofensas em suas redes sociais - e receber apoio público - contra juíza que o condenou, o deputado eleito vai passar por novo processo

Por: Redação

Após condenar o deputado federal eleito Alexandre Frota (PSL-SP) por picotar papeis durante 2 anos e 26 dias em ação por calúnia e injúria contra o deputado Jean Wyllys (PSOL), a juíza Adriana Freisleben de Zanetti, da 2ª Vara de Osasco (SP), apresentou ao Ministério Público Federal uma representação contra ofensas de Frota, que zombou de sua decisão judicial em suas redes sociais.

Alexandre Frota é condenado e lança ofensas contra juíza
Crédito: ReproduçãoCondenado por juíza, Alexandre Frota lança ofensas contra decisão e vira alvo de nova investigação

A ação da magistrada acarretou na abertura de uma investigação sobre injúria funcional, quando o agente público é insultado ao exercer sua função. A Procuradoria já solicitou a preservação do conteúdo nas redes sociais para que não haja o risco de serem apagadas, e os usuários do Facebook, que apoiaram a postagem do deputado e ainda lançaram ofensas a Adriana, também terão suas identidades investigadas.

Condenado a 2 anos e 26 dias de detenção, no regime inicial aberto, mais pagamento de 620 dias-multa – no valor de meio salário mínimo cada -, Frota registrou sua indignação com uma foto que revela o rosto de Adriana a seus seguidores, além de um vídeo em que aparece com uma tesoura na mão cortando folhas de papel, fazendo chacota à decisão da juíza.

Na representação, a juíza narrou que “centenas de comentários” foram feitos após as postagens. Ela citou algumas ofensas e afirmou que o comentário de um dos seguidores do deputado “leva a crer que se trata de eventual ameaça de estupro”.

Entenda o caso

A ação que gerou a condenação de Alexandre Frota mostra que o deputado atribuiu a Jean Wyllys a frase “A pedofilia é uma prática normal em diversas espécies de animal (sic), anormal é o seu preconceito.”

A publicação gerou quase dez mil compartilhamentos e mais de quatro mil curtidas, além de cerca de dois mil comentários. No entanto, a frase, segundo Wyllys, jamais foi dita por ele.

Após a divulgação da sentença, com a postagem de Frota com a foto de Adriana, seguidores do parlamentar eleito xingaram a magistrada. Em seguida, o próprio Frota exibiu o vídeo em que aparece fazendo ironia à decisão da juíza da 2.ª Vara de Osasco.

Na última sexta-feira, 21, juízes federais repudiaram a conduta do “condenado Alexandre Frota”:

“A Constituição Federal assegura a todos a liberdade de expressão e o Judiciário não é, obviamente, imune à crítica social. Qualquer direito, contudo, é contrabalanceado por princípios inerentes à convivência social e à própria democracia.”

“Ao difamar e ofender publicamente uma magistrada ou um magistrado que meramente cumpriu seu dever público, o condenado ultrapassa o limite do inconformismo com a sentença, plenamente garantido pelo direito de recorrer, para ingressar na esfera da irresponsabilidade e do abuso.”, reagiram por meio de nota.

1
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
2
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
3
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
4
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
5
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …
6
Guia Negro Entrevista: O que é ser um corpo negro no mundo?
Neste décimo e último episódio da terceira temporada do Guia Negro Entrevista, o programa revisita seu passado para apresentar um …
7
Vídeo da reunião de Bolsonaro com Moro pode incriminar o presidente? Entenda
E não é que a exibição do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril citado pelo ex-ministro Sergio …
8
3 países que mostraram que é possível conter o coronavírus
Nova Zelândia, Alemanha e Taiwan. O que esses três locais têm em comum? Eles mostraram para o mundo que ações rápidas …