Últimas notícias:

Loading...

Ao lado de ministro, professores exibem livros de Paulo Freire

Vencedores do prêmio Professores do Brasil reconhecem o valor da obra do patrono da educação brasileira

Por: Redação

O ministro da Educação Abraham Weintraub participou de um encontro com vencedores do Prêmio Professores do Brasil neste sábado, 25.  Quando posaram para registrar o evento ao lado do ministro, pelo menos quatro docentes exibiram livros de Paulo Freire.

“Pode levantar Paulo Freire, eu aceito a opinião contraditória”, disse o ministro. “Do mesmo jeito que ela tem direito de falar ‘viva o Paulo Freire’, eu tenho o direito de falar ‘olha, o único lugar do mundo que segue Paulo Freire é o Brasil. Que eu saiba, não tem nenhum outro país que fale ‘Paulo Freire é maravilhoso'”.

Contrariando Weintraub, “Pedagogia do Oprimido”, de Paulo Freire, está na lista dos cem títulos mais requisitados pelas universidades de língua inglesa – instituições de ensino dos Estados Unidos, do Reino Unido, da Austrália e da Nova Zelândia – e a única obra brasileira nesse rol.

Na área da educação, o livro está em segundo lugar, atrás apenas de “Teaching for Quality Learning in University: What the Student Does”, de John Biggs.

“Quando você tem uma pesquisa científica, um resultado que é bom, um antibiótico, Aspirina, um avião, todo mundo imita, todo mundo copia. E ninguém quis copiar o Paulo Freire”, continuou. “E os nossos resultados são ruins. Só isso. Agora, se isso é sacrossanto e não pode ser dito, podem atirar pedra, não tem problema.”

Talvez por não ser da área, o ministro desconhece que Paulo Freire recebeu 41 títulos de doutor honoris causa em universidades internacionais, como Harvard, Cambridge e Oxford.

Crédito: ReproduçãoMinistro da Educação se disse vítima de uma narrativa que tenta mostrá-lo como inimigo dos professores

O prêmio Professores do Brasil presta homenagem ao trabalho dos profissionais de educação das escolas públicas.

Compartilhe:

Tags: #Educação