Apoiando a leitura, campanha do Itaú distribui 3,6 milhões de livros

Para mostrar que a educação e a leitura na primeira infância podem mudar vidas, ação irá entregar exemplares ao redor do Brasil

Por: Publi

O que seu filho ou sua filha quer ser quando crescer? Dependendo da idade, talvez ainda seja cedo para decidir. Ou não. Afinal, existem pessoas que se apaixonam por uma atividade ou profissão ainda na infância. Pais e professores sempre exercem influência nessas preferências. E claro, todo o repertório que o pequeno vivencia, experimenta e lê.

Para estimular o gosto pela leitura, nada melhor do que ouvir histórias contadas pelos adultos desde cedo. E o Itaú Unibanco, em conjunto com a Fundação Itaú Social, tem um projeto que se encaixa perfeitamente nessa proposta. Trata-se da campanha Leia para uma criança, que seleciona todos os anos livros infantis para serem distribuídos gratuitamente – para qualquer pessoa que faz o pedido pelo site do projeto, cliente do banco ou não, e também para bibliotecas públicas, organizações da sociedade civil e escolas.

A estimativa é de que 3,6 milhões de exemplares sejam distribuídos em 2019, totalizando 1,8 milhão de kits com dois títulos enviados para famílias de todo o país. O poder de tais histórias é mostrar como meninos e meninas, por meio da leitura, podem alimentar sonhos de um futuro melhor para si mesmos e suas famílias, tornando objetivos que muitas vezes são distantes mais próximos da realidade.

Um desses sonhos foi o de Rosângela Marinho, que através do conhecimento encontrou a oportunidade de mudar a vida de sua família. Catadora de lixo para fins recicláveis na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, ela recolhia os livros abandonados que encontrava e levava para os filhos – primeiro, lia para eles, e depois, os próprios já os aguardavam ansiosos. “Eu trazia os livros que os ricos jogavam no lixo e trazia para casa. Eu dava para eles aqueles livros bonitinhos e colocava eles para estudarem. Aí eu incentivei eles a gostarem de livro”, conta.

Assim nasceu a paixão de um de seus filhos pelos estudos. Thompson Vitor foi aprovado em primeiro lugar no curso de Multimídia do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) em 2015, com apenas 15 anos de idade. Na época, sua história repercutiu por todo o Brasil. Depois da aprovação, ele recebeu convite para estudar em um colégio particular de Fortaleza com bolsa integral e todas as despesas pagas.

Crédito: Reprodução/ Facebook Thompson VitorGraças ao primeiro lugar, Thompson recebeu diversos convites para estudar com bolsas integrais em diversas instituições – foto tirada em 2015

“Eu venho de uma comunidade muito discriminada em Natal e vários jovens não tem incentivo para estudar. Desde pequenos eles são criados ao lado de jovens se perdendo nas drogas e na violência. Por conta desse cenário, minha mãe me criou em casa lendo e estudando”, conta Thompson. “Isso moldou meu caráter e minha personalidade. Pelo esforço e incentivo da minha mãe e do meu pai, estou criando asas e fazendo eles sorrirem”, completa emocionado.

Quando foi aprovado no IFRN, Thompson disse que um de seus principais objetivos era ser “o orgulho da sua família”, mas o garoto conseguiu ir muito além. Símbolo de que a sabedoria abre portas para novos mundos, o jovem, hoje com 20 anos, estuda nos Estados Unidos, cursando Química na Universidade de Rochester, em Nova Iorque. Com planos de ser professor, ele não planeja parar de se aprimorar.

A história de Thompson e Rosângela agora poderá chegar a mais casas do Brasil – ela é o tema dos filmes da campanha Leia para uma Criança de 2019. Como os vídeos acima mostram, para contar a história inspiradora, foram feitas duas peças – uma contando do ponto de vista adulto, a mãe, que imagina um futuro promissor para seu filho; a outra segue a visão da criança, ilustrando a consequência da leitura na vida de Thompson. No final das duas, os mãe e filho aparecem, deixando claro que a história é real.

Crédito: DivulgaçãoThompson contou que almeja ser professor um dia e não planeja parar de estudar tão cedo

As obras de destaque do Itaú

Com o foco em oferecer incentivo à leitura na primeira infância para crianças de todo o Brasil, a edição do Leia para uma criança 2019 teve dois livros selecionados por meio de edital. “Léo e a baleia” inspira o cuidado com a natureza e o carinho pelos animais. Na trama, o menino desenvolve um forte laço com uma baleia após encontrá-la encalhada na praia. Ele decide dar um lar para o mamífero, fortalecendo sua relação com o pai, que é pescador.

Crédito: DivulgaçãoRessaltando o lado humano logo na infância, a história é recheada de aventura e diversão

O outro título é “O tupi que você fala”, mostrando de maneira curiosa como a influência indígena está presente no cotidiano das cidades. Palavras como paçoca, pipoca, Ipanema, abacaxi e açaí são oriundas do tupi, sendo assim, estão na boca do povo constantemente, muitas vezes sem que as pessoas saibam disso.

Crédito: DivulgaçãoAs palavras e a influência indígena estão mais presentes no dia a dia do que você pensa

Os dois livros foram selecionados por meio de edital – as obras passam por uma curadoria de especialistas em literatura infantil, Organizações da Sociedade Civil, Secretarias de Educação, Cultura e Assistência Social, bem como Voluntários do Itaú Unibanco, adultos e crianças de diversas regiões do país.

“A leitura feita pelo adulto com a criança é um poderoso instrumento para a aproximação da família com a literatura. Além de ser um momento prazeroso, de troca e fortalecimento de vínculos afetivos, incentiva a participação ativa de todos na educação dos filhos desde a primeira infância. O livro funciona como mediador dessa relação, é por meio dele que esse momento tão especial acontece, contribuindo para o desenvolvimento de inúmeras habilidades, do vocabulário, ao imaginário e à criatividade. Por isso, dedicamos nossa atenção à seleção criteriosa das obras que compõem a coleção de livros infantis, tanto em relação ao texto quanto às ilustrações”, afirma a superintendente do Itaú Social, Angela Dannemann.

Em 2019, 600 mil kits do Leia para uma Criança serão enviados pelo Itaú Social a crianças matriculadas na rede pública de municípios considerados de alta e muito alta vulnerabilidade, principalmente nas regiões Norte e Nordeste do país. A distribuição focalizada também será feita para Bibliotecas Comunitárias e Organizações da Sociedade Civil.

Os livros serão entregues em uma lista de cidades monitoradas pela Unicef, e também para municípios que já fazem parte do projeto Melhoria pela Educação – programa que trabalha com o desenvolvimento de tecnologias sociais, promovendo formações continuadas para gestores educacionais. As formações abordam tanto o eixo da gestão pedagógica quanto o da gestão administrativo-financeira – desta forma, os profissionais se preparam de maneira ampla para desempenhar suas funções.  O projeto atua em cidades de pequeno e médio porte que tenham IDH menor ou igual à média de seus estados.

Além disso, a formação de mediação de leitura “Infâncias e Leituras”, promovida pelo Itaú Social, está com inscrições abertas para uma nova turma – para participar, basta acessar https://polo.org.br/

Atuando desde 2010, o Leia para uma Criança já distribuiu mais de 54 milhões de unidades de livros físicos e cerca de 12 mil obras em braile expandida para pessoas com deficiência visual. Na ação de 2018, mais de 1,6 milhão de kits foram partilhados com famílias ao redor do território nacional. E não para por aí. O alcance do projeto transcende fronteiras, com ações de incentivo à leitura, formação de mediadores e distribuição de títulos infantis em países como Argentina, Chile, Colômbia e Paraguai.

Para saber mais e garantir seu kit, basta acessar o site oficial.

1
Bolsonaro pode sofrer impeachment por crime de responsabilidade?
O presidente Jair Bolsonaro compartilhou no whatssapp um vídeo que relembra a facada que tomou durante sua campanha presidencial e …
2
A repercussão dos ataques machistas à jornalista Patrícia Campos Mello
No final da última semana, Hans River do Rio Nascimento foi chamado para prestar depoimento na CPMI das Fake News. …
3
Governo Bolsonaro libera pesca em áreas de conservação ambiental
Uma portaria do Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, autorizou a pesca esportiva e amadora …
4
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
5
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
6
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
7
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
8
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …