Informar

Após homofobia, Ratinho é acionado pela Defensoria Pública de SP

Por: Redação | Comunicar erro
Ratinho é acionado pela Defensoria Pública de SP mesmo após pedir desculpas 

O mundo está ficando muito chato para quem gosta de fazer “piadas” preconceituosas. Em contrapartida, está ficando muito mais legal, justo e interessante para quem é vítima de tais ofensas.

Na última quinta-feira, 4, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo entrou com uma representação para que a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado instaure um processo administrativo contra o apresentador Ratinho. O motivo? Suas declarações homofóbicas feitas na última quarta-feira, 3.

Em um vídeo, o apresentador sugere, pejorativamente, que a Globo mostra muito “viado” em suas novelas. “É viado às 6 da tarde, é viado nas 8 da noite, é viado às 10 da noite. É muito viado. Eu não sei o que tá acontecendo…. Será que tem tanto viado assim?”, questionou ele em um vídeo publicado no Instagram.

A post shared by Ratinho Oficial (@oratinho) on

Depois da repercussão negativa, o apresentador se desculpou. “Eu trabalho com todos eles [os gays], e eles gostam muito de mim, e eu gosto muito deles”, afirmou em vídeo.

Mesmo com o pedido desculpas, o defensor público Rodrigo Leal da Silva, que fez a representação, rebate: “O fato de ele ter se retratado não exclui o caráter homofóbico da fala”.

  • Ratinho, preconceito mata. Mesmo que velado, mesmo que “na brincadeira”, o preconceito só estimula o ódio. Portanto, evite fazer comentários do gênero. Você, enquanto figura pública, deveria ser mais responsável com relação a isso.
  • E saiba:

Número de LGBTs mortos no Brasil em 2017 é o maior já registrado

Compartilhe: