Últimas notícias:

Loading...

Após sanção de Temer, Legislativo também pode ter reajuste

Alegando pressão dos servidores, deputados e senadores podem encabeçar novo movimento de reajuste salarial

Por: Redação
Petições contra aumento dos salários chegam a quase três milhões de assinaturas

Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, desta terça-feira, 27, o reajuste do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal motivará campanha uma nova campanha de aumento: desta vez movida pelo Legislativo.

Isso porque, após a sanção do presidente Michel Temer, que concedeu reajuste de 16% aos ministros do STF na última segunda-feira, 26, deputados e senadores legislarão a seu favor alegando pressão dos servidores.

Faça sua parte: PETIÇÃO PEDE ASSINATURAS CONTRA O AUMENTO SALARIAL DOS POLÍTICOS (Clique aqui para assiná-la!)

Na esteira do debate sobre a aprovação do reajuste dos ministros do Superior Tribunal Federal, outro abaixo-assinado sobre o assunto foi criado em outubro pelo youtuber Caio Coppolla, em parceria com o deputado federal recém-eleito Vinicius Poit (NOVO-SP), e conta com quase 800 mil assinaturas.

Caio afirma, no texto da petição, ser “importante interromper a série histórica de aumentos que os parlamentares (deputados e senadores) concedem a si próprios e seus sucessores após as eleições”, já que o reajuste no STF poderia vir acompanhado de um reajuste também no Poder Legislativo e para outras autoridades, como procuradores federais.

Compartilhe:

Tags: #Política
?>