App permite que cidadãos monitorem construção de escolas públicas

A Transparência Brasil busca voluntários para testar seu novo aplicativo, chamado "Tá de pé?"

Por: Redação | Comunicar erro

A Transparência Brasil está em busca de voluntários para testar seu novo aplicativo, criado com o objetivo de supervisionar a construção de escolas públicas em todo o Brasil. Em 2016, a organização venceu, na categoria “Voto Popular”, um edital do Google pela iniciativa.

O projeto presume a criação de um app, nomeado “Ta de pé?”, que permitirá aos cidadãos monitorar as obras de escolas e creches municipais financiadas pelo Governo Federal ao longo dos próximos três anos. Tudo isso de forma anônima e segura.

A ferramenta mostra uma lista de obras próximas à localização do usuário, que poderá tirar fotos e dar mais informações sobre o andamento da construção. Esses dados serão avaliados por engenheiros e, se forem verificados indícios de atraso, a Transparência Brasil entrará em contato com a Prefeitura responsável pela obra.

O aplicativo será lançado oficialmente em abril de 2017
O aplicativo será lançado oficialmente em abril de 2017

Para garantir a resposta ao alerta, a organização encaminhará o alerta do cidadãos aos vereadores municipais para que pressionem e fiscalizem a Prefeitura. Caso a pessoa não obtenha resposta do município, o Governo Federal, responsável pelo repasse, também será acionado.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), responsável pelos repasses aos municípios, e a Ouvidoria Geral da União receberão as manifestações. Outras parcerias com órgãos de controle externo, como o Tribunal de Contas da União, também estão sendo discutidas para garantir que o usuário seja ouvido.

Com o “Tá De Pé”, a ONG pretende aumentar a quantidade de obras entregues no prazo e reduzir em 30% o tempo médio de atraso. O aplicativo será lançado oficialmente em abril de 2017.

Neste momento, a Transparência Brasil precisa de voluntários dispostos a baixar a ferramenta para usá-la ao menos uma vez e contar como foi a sua experiência. As inscrições para participar dos testes devem ser feitas pelo formulário até quarta-feira, dia 22.

  • Em novembro de 2016, foi lançado no YouTube o documentário “Lute como uma menina!”, que conta as histórias de luta durante as ocupações no Estado de São Paulo sob a perspectiva das garotas que participaram do movimento. Assista aqui!

Compartilhe: