Atleta de triatlo perde chance de vencer para ajudar irmão

Por: Redação | Comunicar erro

No último sábado, 17, a final mundial de Triatlo em Cozumel, no México, chamou atenção do público por uma situação comovente de fraternidade. Alistair Brownlee perdeu a corrida para ajudar seu irmão Jonny Brownlee a cruzar a linha de chegada.

Os dois ingleses, apesar de serem da mesma família, são adversários nas pistas. Mas quando Alistair viu Jonny – que estava liderando a corrida – fraquejar a 700 metros do fim da competição, colocou os braços em volta dele e o carregou durante o percurso.

https://www.youtube.com/watch?v=_l6yoGcf4yE

Para surpreender mais ainda, Alistair o empurrou na linha de chegada para que seu irmão ficasse em segundo lugar ele, então, em terceiro. Se não tivesse feito isso, concorreria pela medalha de prata junto ao espanhol Mario Mola. Quem ganhou o ouro, no entanto, foi o sul-africano Henri Schoeman.

A ação, por mais que tenha emocionado parte dos torcedores e comentaristas, foi alvo de protestos. A Federação Espanhola de Triatlo pediu que Jonny fosse desqualificado por ter cruzado a linha de chegada com ajuda, mas a União Internacional de Triatlo negou ao citar uma regra que define que atletas podem aceitar auxílio.

Depois da final, Jonny foi levado ao hospital onde disseram que ele sofreu de desidratação. “Não é como eu gostaria de terminar a temporada, mas eu dei o meu melhor. Obrigada @AliBrownleetri, sua lealdade é incrível.”, publicou em seu twitter.

Nas Olimpíadas do Rio, os Brownlee dividiram o pódio da competição – Alistair como primeiro colocado e Jonny como segundo.

Compartilhe: