Bolsonaro define ministérios da Cidadania e Turismo

Osmar Terra (PMDB-RS) e Marcelo Álvaro Antonio (PSL-MG) foram anunciados pela equipe de transição na tarde desta quarta-feira, 26, em Brasília

Por: Redação | Comunicar erro

Em uma tarde definições, o presidente eleito Jair Bolsonaro indicou o deputado Osmar Terra (MDB-RS) ao Ministério da Cidadania. A informação foi divulgada pela assessoria do governo de transição. Além dele, Gustavo Canuto e Marcelo Álvaro foram confirmados para os ministérios do Desenvolvimento e Turismo, respectivamente.

A pasta, responsável pela área social do futuro governo, reunirá três antigos ministérios: Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura. Além disso, parte da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad), voltada ao tratamento de dependentes químicos, será incorporada. Durante a semana, o nome do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) era cotado para o cargo. 

Em tarde de definições, Marcelo Álvaro (PSL) e Osmar Terra (MDB) foram anunciados pelo governo de transição

Terra é o 18º ministro anunciado pelo futuro governo Bolsonaro. Médico com mestrado em Neurociência, o porto-alegrense Osmar Gasparini Terra, de 68 anos, é deputado federal. Filiado desde 1986 ao MDB, foi prefeito de Santa Rosa (1993-1996), secretário de Saúde do Rio Grande do Sul e ministro do Desenvolvimento Social no governo de Michel Temer.

Na Câmara dos Deputados desde 2001, Terra deixou o Congresso para assumir a pasta do Desenvolvimento Social, no governo Temer, em maio de 2016. Lá, foi responsável pelo programa Bolsa Família, onde se dedicou a combater fraudes no benefício até abril deste ano quando deixou o cargo para dedicar-se à eleição.

Ainda como ministro, Osmar Terra promoveu um pente-fino nas aposentadorias por invalidez e nos auxílios-doença pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)./Com informações do G1. 

Marcelo Álvaro assumirá o Turismo 

Também na tarde desta quarta-feira, 28, o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou o deputado Marcelo Álvaro Antonio (PSL-MG)para o Ministério do Turismo.

Com 44 anos, Marcelo Álvaro Antônio integra a frente parlamentar evangélica. Foi reeleito este ano para o segundo mandato como deputado federal, sendo o deputado mais votado de Minas Gerais (230 mil votos). Em sua trajetória política foi filiado ao PRP, MDB, PR e, neste ano, migrou para o PSL.

Compartilhe: