Últimas notícias:

Loading...

Bolsonaro diz que não chamou covid-19 de ‘gripezinha’; Reveja falas

"Não existe um vídeo ou um áudio meu falando dessa forma", sustentou o presidente

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) negou, nesta quinta-feira, 26, durante sua live no Facebook, que se referiu a covid-19 como “gripezinha” de forma generalista, mas que na verdade ele falava apenas em relação a ele, que caso tivesse a doença não desenvolveria sintomas e que não estava fazendo pouco causo da infecção, que já matou mais de 171 mil brasileiros.

Crédito: TV BrasilBolsonaro diz que não chamou covid-19 de ‘gripizinha’; Reveja falas

“Falei lá atrás que, no meu caso, pelo meu passado de atleta, eu não generalizei, se pegasse o Covid, não sentiria quase nada. Foi o que eu falei. Então, o pessoal da mídia, a grande mídia, falando que eu chamei de ‘gripezinha’ a questão do Covid. Não existe um vídeo ou um áudio meu falando dessa forma. E eu falei pelo meu estado atlético, minha vida pregressa, tá? Que eu sempre cuidei do meu corpo. Sempre gostei de praticar esporte”, disse.

Porém, Bolsonaro já se referiu à covid-19 como ‘gripezinha’ ou ‘resfriadinho’ pelo menos duas vezes.

A primeira vez foi em 20 de março, durante uma coletiva de imprensa no Palácio do Planalto. Bolsonaro disse que após a facada que levou em 2018, durante uma atividade de sua campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG), não seria uma “gripezinha” que irá derrubá-lo.

“Depois da facada, não vai ser uma gripezinha que vai me derrubar não, tá ok? Se o médico ou o ministro da Saúde me recomendar um novo exame, eu farei. Caso o contrário, me comportarei como qualquer um de vocês aqui presentes”, afirmou Bolsonaro.

Depois, no dia 24 de março, durante um pronunciamento oficial veiculado em rede nacional de rádio e televisão, Bolsonaro disse a frase que ficou famosa: “Pelo meu histórico de atleta, caso fosse contaminado pelo vírus, não precisaria me preocupar, nada sentiria ou seria acometido, quando muito, de uma gripezinha ou resfriadinho, como bem disse aquele conhecido médico, daquela conhecida televisão”.