Bolsonaro: ‘Maus brasileiros usam dados mentirosos sobre Amazônia’

O presidente tem sido criticado após medidas que tomou em relação ao meio ambiente

Bolsonaro participou de uma cerimônia para inaugurar uma usina solar flutuante em Sobradinho, na Bahia
Créditos: Antonio Cruz/Agência Brasil
Bolsonaro participou de uma cerimônia para inaugurar uma usina solar flutuante em Sobradinho, na Bahia

Para o presidente Jair Bolsonaro, “maus brasileiros” fazem “campanha com números mentirosos” sobre o desmatamento na Amazônia. A declaração foi dada nesta segunda-feira, 5, em Sobradinho, na Bahia, durante uma cerimônia para inaugurar a primeira etapa de uma usina solar flutuante instalada no reservatório da cidade.

A fala de Bolsonaro é uma resposta às críticas a seu governo feitas por ambientalistas, organizações internacionais e a imprensa estrangeira após medidas que tem tomado em relação ao meio ambiente, especialmente à Amazônia.

“A Amazônia é um potencial incalculável. Por isso, alguns maus brasileiros ousam fazer campanha com números mentirosos contra a nossa Amazônia. E nós temos que vencer isso e mostrar para o mundo, primeiro, que o governo mudou e, depois, que nós temos responsabilidade para mantê-la nossa, sem abrir mão de explorá-la de forma sustentável”, declarou o presidente.

No dia 19 de julho, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou dados que mostram o aumento do desmatamento na Amazônia. Bolsonaro questionou o levantamento e o próprio órgão, afirmando que ele está a serviço de ONGs internacionais.

No dia seguinte, o diretor do instituto, Ricardo Magnus Osório Galvão, negou as acusações e reiterou a veracidade das informações. Na semana passada, ele disse que será exonerado.

Na manhã desta segunda, o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, afirmou que cogita escolher um oficial da Aeronáutica para a direção do Inpe. O nume deverá ser anunciado ainda no início desta semana.