Bolsonaro recua sobre embaixada e abrirá escritório em Jerusalém

Presidente foi recepcionado pelo primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu; visita de Bolsonaro deve durar quatro dias

Por: Redação | Comunicar erro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou neste domingo, 31, durante visita a Israel, a abertura de um escritório em Jerusalém para promoção do comércio, tecnologia e inovação, mas não mencionou a possibilidade de mudança de endereço da embaixada brasileira.

Crédito: Agência Brasil/Marcelo CamargoBolsonaro recua e abre escritório em Jerusalém

Bolsonaro já havia afirmado intenção de transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, assim como fez os Estados Unidos e a Guatemala.

O Presidente foi recepcionado pelo primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu; visita de Bolsonaro deve durar quatro dias

Tanto Bolsonaro quanto Netanyahu destacaram a assinatura de acordos em suas falas, relacionados a áreas como piscicultura, tecnologia, segurança e agricultura. Bolsonaro também agradeceu a ajuda enviada por Israel para o resgate de vítimas em Brumadinho (MG), onde o rompimento de uma barragem de rejeitos da Vale deixou, no fim de janeiro, 216 mortos e até o momento 88 desaparecidos.

No Twitter, além de comunicar a decisão de abertura do escritório, Bolsonaro tomou posição na disputa entre judeus, cristãos e muçulmanos.

“Reconhecendo os vínculos históricos de Jerusalém com a identidade judaica e também que a cidade é o coração político do Estado de Israel, anunciei hoje que o Brasil abrirá lá um escritório brasileiro para promoção do comércio, investimentos e intercâmbio em inovação e tecnologia, escreveu Bolsonaro.

Entenda a polêmica

Existe tanta polêmica sobre a transferência da embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém porque Israel considera Jerusalém sua capital eterna e indivisível. Mas os palestinos reivindicam parte da cidade (Jerusalém Oriental) como capital de seu futuro Estado.

A disputa acontece porque a cidade abriga locais sagrados para judeus, cristãos e muçulmanos.

A comunidade internacional não tem consenso sobre o status de Jerusalém, se cidade é palestina ou israelense, por isso a maioria dos países mantém suas embaixadas em Tel Aviv.

Essa é uma das questões mais polêmicas e ponto crucial nas negociações de paz na região, onde há um conflito histórico entre judeus (israelenses) e muçulmanos (palestinos).

1 / 8
1
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
2
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
3
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …
4
03:04
Entendas os possíveis impactos do vazamento das mensagens de Moro
O site The Intercept Brasil divulgou trechos de mensagens trocadas entre o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, …
5
02:00
Tire todas as dúvidas sobre a doação de sangue
O frio chegou para te lembrar sobre a importância de doar sangue. Uma simples doação pode ajudar até quatro pessoas! Durante …
6
02:58
O que revela a foto de Bolsonaro ao lado de Neymar
O presidente Jair Bolsonaro postou uma foto ao lado de Neymar após o amistoso entre Brasil e Qatar, que aconteceu …
7
05:25
Projeto pode acabar com multa no transporte de criança sem cadeirinha
De acordo com o projeto de lei entregue pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados nesta terça-feira, dia …
8
02:00
Maior parte dos brasileiros é contra flexibilização das armas
Uma pesquisa divulgada pelo Ibope aponta que a maior parte dos brasileiros não apoia a flexibilização do porte e da …