Bolsonaro solta frase asquerosa sobre quilombolas em evento

Considerado o político mais repulsivo do mundo por um site estrangeiro, Bolsonaro coleciona falas polêmicas

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ AbrO deputado Jair Bolsonaro

O repulsivo deputado federal Jair Bolsonaro aproveitou uma palestra nesta terça-feira, 4, no clube Hebraica, no Rio de Janeiro, para soltar mais uma de suas declarações baseadas em racismo, machismo e outros tipos de preconceito.

Ao falar sobre reservas indígenas e quilombolas, o deputado soltou a seguinte frase: “onde tem uma terra indígena, tem uma riqueza embaixo dela. Temos que mudar isso daí”, afirmou, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo.

Na sequência, ele dá esta declaração: “Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem para procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gasto com eles.”

Ele disse ainda, segundo o jornal, que vai acabar com todas as reservas caso seja eleito em 2018.

Considerado o político mais repulsivo do mundo por um site estrangeiro, Bolsonaro coleciona falas polêmicas. Ao responder uma pergunta de Preta Gil, ele já disse em um programa de TV que seus filhos não “correm risco” de se apaixonar por negras porque foram “muito bem educados”. Ela prometeu processá-lo.

Neste caso, o STF arquivou o inquérito por não ter sido disponibilizada a íntegra da entrevista às autoridades.

Ele também é lembrado por dizer que a deputada Maria do Rosário não deveria ser estuprada porque não merece e que refugiados são “a escória do mundo“.

*Texto atualizado às 18h08

  • Leia também:

Bolsonaro é condenado a indenizar Maria do Rosário por ofensa sobre estupro

Compartilhe: