Campanha defende que todas as crianças cresçam em família

Por: Catraca Livre Comunicar erro

Criança precisa de afeto, de acolhimento, de amor. No entanto, na América Latina e no Caribe, vários fatores comprometem o direito das crianças de crescer com o cuidado de uma família protetora – pobreza, migrações, desastres naturais, deficiência, enfermidades, além de violência têm separados filhos de seus pais e mães em todo o continente.

Diante desta realidade, a organização Aldeias Infantis SOS lançou uma campanha com o mote #MeImporta. Veiculada em 19 países da América Latina e do Caribe, a iniciativa tem como objetivo mobilizar pessoas, organizações sociais, empresas e governos a atuar na garantia de viver em família.

A campanha que conseguir ainda o posicionamento de crianças que perderam o cuidado de suas famílias como um assunto da resolução sobre os Direitos das Crianças da Assembleia Geral das Nações Unidas 2019.

“Perder o cuidado de um filho porque políticas públicas não foram implementadas corretamente é uma violação dos direitos dessa família”, afirmou, em divulgação, a gestora nacional da SOS Brasil, Sandra Greco.

No Brasil, a iniciativa propõe a revisão do Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Criança e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária (PNCFC), levando em consideração o fortalecimento e a manutenção dos vínculos familiares e comunitários.

A família é uma referência. É onde cada indivíduo deve ser e sentir-se amado, cuidado, acolhido e protegido. Para as crianças, é ainda mais importante, faz parte do processo de desenvolvimento.

Atualmente, não existem dados quantitativos exatos sobre crianças e adolescentes que correm o risco de serem separados de suas famílias, o que é um problema. Esses dados são importantes para se pensar em políticas públicas e práticas institucionais, bem como tomar decisões adaptadas à realidade e às necessidades das crianças.

Sabe-se que na região 47% das crianças entre 0 e 14 anos vivem na pobreza. Além disso, 60% das crianças entre 2 e 14 anos sofrem violência contínua em suas casas como forma de disciplina. E quase dois milhões de crianças da região são vítimas de exploração sexual comercial.

A campanha #MeImporta propõe uma discussão e solução para as crianças que não têm uma família.

De acordo com o Cadastro Nacional de Crianças Acolhidas (CNCA), temos no Brasil 48 mil crianças e adolescentes separados de suas famílias e pouco mais de sete mil já estão para adoção, o restante a espera de ser reintegrada a sua família de origem.

Vale lembrar que, em 2019, comemora-se 10 anos desde a criação das Diretrizes das Nações Unidas sobre Cuidados Alternativos para Crianças, o que torna o assunto extremamente relevante.

Neste cenário, a campanha é o compromisso que a organização propõe à sociedade como um todo: dizer que nos preocupamos com crianças que não crescem em uma família. Para aderir, use a hashtag oficial da campanha – #MeImporta, e saiba mais acessando o site.

Leia mais:

1
03:39
Bolsonaro nega envolvimento no caso das candidaturas laranjas do PSL
Durante um de seus encontros recentes com a imprensa, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que não tem nenhuma …
2
02:55
STF quer verificar a veracidade dos diálogos entre procuradores e Moro
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, quer verificar a autenticidade das conversas trocadas entre procuradores da Lava …
3
05:39
Por que o STF e a Operação Lava Jato estão em clima de guerra?
A tensão existente entre a Operação Lava Jato e o Supremo Tribunal Federal (STF) não é nenhuma novidade. O problema …
4
03:56
A verdadeira face de Ysani Kalapalo
A presença da jovem indígena Ysani Kalapalo na comitiva do presidente Jair Bolsonaro à ONU, na semana passada, ainda causa …
5
06:40
Trump pode sofrer impeachment?
A abertura de um processo de impeachment contra o presidente norte-americano, Donald Trump, se tornou um dos assuntos mais comentados …
6
15:16
ONU: Bolsonaro elege socialismo, mídia e países europeus como alvos
O presidente Jair Bolsonaro fez, nesta terça-feira, dia 24, seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU (Organizações das Nações …
7
11:28
Bolsonaro: Brasil é ‘um dos países que mais protegem o meio ambiente’
O presidente Jair Bolsonaro fez, nesta terça-feira, seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU (Organizações das Nações Unidas). O …
8
08:59
Lobão analisa a relação de Bolsonaro com seus filhos
Um dos poucos nomes do meio artístico a apoiar a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), o músico Lobão revelou recentemente …