CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Campanha vai mapear casos de LGBTFobia durante o Carnaval

Você sofreu ou vivenciou algum caso de violência no Carnaval? Relate a história na plataforma '#LGBTFobiaNão'

Por: Redação
Carnaval do Love Fest em 2017

Em meio à alegria e liberdade do Carnaval, são muitos os casos de violência contra lésbicas, gays, trans e travestis nas ruas de todo o Brasil. Com o objetivo de exigir respeito e a garantia de direitos, a campanha “#LGBTFobiaNão” mapeará casos de violência contra esses grupos na folia.

Realizada pela Rua Livre e a Ben & Jerry’s, em parceria com o Catraca Livre e a Minha Sampa, a ação vai gerar uma série de documentos e exigências para pressionar os órgãos públicos por medidas que solucionem o problema. Para isso, precisa da sua colaboração: você sofreu ou vivenciou algum caso de LGBTFobia no Carnaval? Relate a história nesta plataforma.

Além do formulário on-line, durante o Love Fest, que acontece na segunda-feira, dia 12, no centro de São Paulo, a campanha fará uma ação com a travesti Renata Peron para colher depoimentos e vídeos sobre o tema. Já o coletivo VoteLGBT será responsável por reunir e sistematizar os relatos em blocos da capital.

“Apesar dos avanços e de o Carnaval manter esse caráter libertário, vemos muitos relatos de violência sofrida por mulheres e LGBT durante a festa, e da dificuldade em denunciar esses casos à polícia, que muitas vezes diminui e despreza as vítimas”, afirma Felipe Oliva, membro do #VoteLGBT.

Segundo o integrante do coletivo, a pesquisa buscará entender melhor a ocorrência desse tipo de preconceito. “Vamos perguntar também sobre o apoio a reivindicações da comunidade LGBT e o comportamento eleitoral. A nossa ideia é apurar como a adesão a demandas do movimento se traduz eleitoralmente”, completa.

LGBTFobia

A violência sofrida pela população LGBT não inclui apenas agressão física, mas também moral, psicológica e de abuso de autoridades ou ainda a discriminação na hora de arrumar um emprego. No caso das pessoas trans, a violência também ocorre quando não se referem a elas pelo nome social ou usam o pronome incorreto.

  • Leia mais:
1
“Na fila do Sus” retrata luta dos povos indígenas contra o desmonte da Saúde
"Na fila do SUS" é uma websérie em formato original com seis episódios e o seu segundo episódio, que trata …
2
O desmatamento na Amazônia, a boiada e os retrocessos de Salles em meio à pandemia
O Brasil bateu mais um recorde de desmatamento na Amazônia Legal. Entre janeiro e março, foram mais 796 km² de …
3
Morre Gilberto Dimenstein, jornalista e fundador da Catraca Livre
É com profunda tristeza que a Catraca Livre anuncia o falecimento de seu fundador, Gilberto Dimenstein, aos 63 anos de …
4
Entenda a operação da Polícia Federal de combate às fake news
O combate às fake news ganhou um novo e importante capítulo nesta semana com a Polícia Federal realizando uma série …
5
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
6
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
7
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
8
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …