Candidata e professora da rede pública muda campanha: #EleNão

Conhecida por vencer judicialmente uma ação contra o empresário, também candidato, Oscar Maroni, ela vai usar seu tempo na TV de um jeito diferente

Por: Redação
Silvia Ferraro #EleNão
Crédito: Reprodução/FacebookSilvia Ferraro, professora da rede pública e candidata ao Senado, adere ao movimento #EleNão

Um mês antes das eleições, a candidata ao Senado pelo estado de São Paulo e professora da rede municipal Silvia Ferraro, do PSOL, declarou publicamente o que considera uma vitória política. Ela venceu uma ação no Ministério Público Federal que pedia a retirada de peças de campanha do candidato a deputado federal Oscar Maroni (PROS), que “expunham mulheres como objetos”. Em um dos vídeos tirados do ar, ele “conversava” com as nádegas de uma mulher sobre política.

Agora, Silvia, que se declara feminista, decidiu partir para uma nova disputa. Com direito a sete segundos no horário eleitoral televisivo, ela vai usar esse tempo de um jeito diferente do usual. Ao invés de fazer campanha para angariar votos, a candidata vai convocar eleitoras para os atos “Mulheres contra Bolsonaro”, que devem acontecer no próximo dia 29, em diversas cidades.

Em São Paulo, o ato ocorrerá no Largo da Batata, em Pinheiros, onde Silvia garante que estará presente. A partir desta segunda-feira, 24, quem assistir ao horário eleitoral na televisão, terá a oportunidade de ver a candidata e professora convidando aliadas para o movimento #EleNão.

Entenda o caso do “empresário do sexo”

Em decisão a favor da ação movida por Silvia Ferraro, o MPF considerou as propagandas eleitorais de Oscar Maroni “preconceituosas e discriminatórias, uma vez que denigrem propositadamente a imagem da mulher” e derrubou a página do candidato no Facebook.

Conhecido como o “empresário do sexo”, Maroni é dono da boate Bahamas, na capital paulista, e usou a rede social para ofender a candidata, além de defender sua campanha. “Mulher gosta de ser sensual para ser amada e treparem. Você deveria trepar mais”, escreveu. Leia aqui a publicação do empresário na íntegra e a resposta de Silvia à sua publicação.

Compartilhe:

1
Governo Bolsonaro libera pesca em áreas de conservação ambiental
Uma portaria do Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, autorizou a pesca esportiva e amadora …
2
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
3
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
4
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
5
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
6
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …
7
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …
8
Qual o impacto do feminismo na periferia ? Luana Hansen dá a letra
Dj, MC e produtora musical, Luana Hansen fez e faz história no movimento hip hop há, pelo menos, duas décadas. …