Cartaz que liga Haddad a projeto para legalizar pedofilia é falso

Novo Código Penal citado na mensagem não legaliza a pedofilia

Por: Redação | Comunicar erro
homem segurando um celular com a palavra fake news na tela
Crédito: vchal/iStockCartaz atribuído a Haddad sobre projeto para legalizar pedofilia é falso

Uma publicação que afirma que um projeto de lei “torna a pedofilia um ato legal” e que “o sexo com crianças a partir de 12 anos deixaria de ser crime”, que está circulando nas redes sociais e em aplicativos de mensagem, é falso.

O cartaz faz referência ao candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, de acordo com informações do site G1.

A montagem cita o “PL 236/2012”, que, na realidade, é o Projeto de Lei do Senado nº 236/2012, que ainda tramita no Congresso Nacional e que está parado desde novembro de 2017. Trata-se da proposta do Novo Código Penal. Nele, não há menção alguma a tornar “a pedofilia um ato legal”.

O que o Novo Código Penal pode alterar é a idade máxima para que um menor seja considerado vulnerável. Se o projeto for aprovado como está escrito, essa idade diminuirá de 14 para 12 anos. O projeto é de autoria do ex-senador José Sarney, que recebeu o texto formulado por uma comissão de juristas ainda como presidente do Senado. A relatoria está com o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG).

fernando haddad
Crédito: reprodução/TV GloboCartaz atribuído a Haddad sobre projeto para legalizar pedofilia é falso

A imagem divulgada nas redes sociais também exibe um logo da campanha de Haddad. O panfleto, não entanto, não consta do material de campanha do presidenciável. A marca também está fora dos padrões _fonte e tamanho_ usados pela campanha petista.

Acompanhe outros conteúdos ligados às eleições deste ano nesta página especial

Compartilhe:

1 / 8
1
08:52
Machismo em escolas de samba
Carolina Ribeiro, musa da Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, é a convidada do programa Entrevista …
2
02:06
Como ajudar outras mulheres no Carnaval
O Carnaval chegou e para evitar que algumas coisas chatas e sérias estraguem a sua folia, separamos algumas dicas para …
3
00s
Quem foi Chico Mendes?
Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em uma família de seringueiros, ofício que herdou de seu pai. Ao longo …
4
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
5
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
6
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
7
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
8
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …