Informar

Colégio apaga trabalho artístico de estudantes com temática LGBT

Por: Redação | Comunicar erro

O Colégio Tiradentes, em Minas Gerais, gerou polêmica entre os alunos ao retirar trabalhos de arte expostos voltados a temática LGBT.

Trabalhos realizados por alunos do Colégio Tiradentes, da Polícia Militar
Trabalhos realizados por alunos do Colégio Tiradentes, da Polícia Militar

Segundo uma matéria do G1, o intuito seria criar uma obra de arte no meio natural, com uma crítica a algum assunto e deixá-la exposta para se deteriorar com o tempo. Foi aí que alguns dos estudantes decidiram pintar uma árvore com as cores do arco-íris. Cartazes com os seguintes dizeres foram anexados: “Ser gay é tão natural quanto essa árvore” e “Os iguais também se atraem”.

Mas para a surpresa dos alunos, os trabalhos foram retirados do ambiente antes do final do dia. Em um post do Facebook, anda segundo o G1, uma das alunas teria escrito:

“Dois horários depois a professora de artes foi até a minha turma e nos disse que o trabalho do meu grupo iria ser retirado, pois a administração fez uma ‘suposição’ de que se um pai olhasse para a nossa arte, ele poderia achar que estamos tentando doutrinar a opção sexual do filho dele. Assim, o pai poderia tirar uma foto da árvore e mandar pra BH, manchando o nome do colégio (vale lembrar que, adolescentes sabem o que é a comunidade LGBT e sua importância – mesmo que alguns discordem – e as crianças iriam ver apenas as cores do arco-íris ali). No final, todas as obras foram retiradas antes mesmo dos alunos se manifestarem”, teria publicado ela.

O Catraca Livre entrou em contato com a Secretaria de Estado da Educação, mas ela deixou claro que a gestão da escola é da Polícia Militar. Também tentamos entrar em contato com o colégio, mas o mesmo ainda não nos retornou até a publicação desta matéria.

Compartilhe: