Últimas notícias:

Loading...

Com febre, Trump é internado após ser diagnosticado com covid-19

O presidente dos EUA tem 74 anos é do grupo de risco. Além de ser idoso, ele também é obeso

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Após ser diagnosticado com covid-19, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi levado a um hospital nesta sexta-feira, 2, com fadiga e febre, informou a Casa Branca. De acordo com informações do governo americano, a decisão pela internação foi tomada como uma medida de precaução.

Trump e Melania covid-19
Crédito: Foto oficial da Casa Branca por Andrea HanksTrump é internado em hospital após testar positivo para covid-19

Trump tem 74 anos é do grupo de risco. Além de ser idoso, o presidente dos EUA também é obeso.

A porta-voz da Casa Bransa, Kayleigh McEnany, afirmou que Trump foi atendido no Centro Médico Militar Walter Reed, perto da capital dos Estados Unidos, Washington.

McEnany ainda afirmou que Trump está com sintomas leves e trabalhou hoje.

De acordo com o comunicado divulgado pela Casa Branca, após o anúncio de que Trump testou positivo para covid-19, o presidente tomou um coquetel antiviral ainda em fase de testes nos EUA.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Trump disse que “acha que está muito bem”. “Mas vamos ter certeza de que as coisas vão dar certo”, afirmou, sobre a ida ao hospital.

Trump disse ainda que a primeira-dama Melania Trump, também diagnosticada com covid-1 e passa bem. Ela também tem sintomas. Até o momento, tosse e dor de cabeça, mas segundo a Casa Branca, ela não deu entrada no hospital

A casa branca ainda informou que Trump trabalhará de dentro da suíte presidencial do hospital e por isso ele não precisou transmitir a presidência ao vice, Mike Pence, que também testado, obteve resultado negativo para a covid-19.

Trump contrário a máscaras

Mesmo com mais de 200 mil mortes causadas pela covid-19 nos Estados Unidos, o presidente norte-americano deixou claro que é contrário ao uso de máscaras, a recusou por durante muitos meses e zombava do rival democrata, Joe Biden, que sempre aparece em público usando a acessório de proteção.

“Eu não uso uma máscara como Biden, toda vez que você o vê, ele está de máscara. Ele pode estar falando a 60 metros de distância e aparece com a maior máscara que eu já vi”, disse Trump.

Além de reduzir as chances de uma pessoa contrair a covid-19, a máscara de proteção pode reduzir gravidade da doença, se essa pessoa for infectada enquanto usava o acessório. Isso foi o que concluiu um estudo feito pela Universidade da Califórnia e pela Universidade Johns Hopkins. Leia mais aqui.