Conhece alguém vítima de bullying? Saiba como agir

Atos como listar "as mais vadias" da escola são agressões e, como tais, provocam dor e angústia nas vítimas e são passíveis de punição

Por: Redação | Comunicar erro

Listar meninas como “vadias” e divulgar por toda a escola é machismo associado a bullying e, infelizmente, não é uma novidade.

Crédito: Getty Images/iStockphotoSaiba como agir em caso de bullying

Na última quarta-feira, dia 19, um caso foi divulgado pela revista “AzMina”: estudantes do ensino médio elegem as “vadias”, “putas” e “broxas” da semana e repassam vídeos com essas informações em grupos de WhatsApp; uma das estudantes citadas disse que pensou em suicídio.

Outro exemplo: em 2015, foi revelado um ranking, o “Top 10“, que listava as mais “vadias”. Os nomes eram divulgados por redes sociais e também em cartazes nas escolas. As garotas que foram expostas chegaram a tentar se matar.

Ambos os casos mostram a gravidade desse tipo de comportamento machista e intimidador e então surgem várias dúvidas: como lidar com o bullying? Ele é considerado crime no Brasil?

Antes de mais nada, vale lembrar que essas atitudes não são “mimimi”. São agressões, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas e provocam, sim, dor, angústia e sensação de impotência para a vítima.

No Brasil, não há nada que caracterize o bullying como crime, mas ele pode ser tipificado como “subconjunto de comportamentos agressivos”, que constituem infração, em muitos casos com penas severas.

O portal Âmbito Jurídico publicou um artigo acadêmico, realizado por Hálisson Rodrigo Lopes e Gylliard Matos Fantecelle, em que é possível consultar algumas infrações penais que o bullying pode caracterizar diante do caso concreto. Veja aqui (tópico 3).

“Estou sendo vítima de bullying. O que devo fazer?”

Uma vez que o bullying não é tipificado como crime no Brasil, muitos podem acreditar que o problema é meramente comportamental, negando qualquer envolvimento policial no caso.

Contudo, cada caso de bullying pode e deve ser levado em consideração como caso de polícia. É importante enquadrar a agressão em alguns dos casos vistos acima, no portal Âmbito Jurídico.

Faça sua denúncia ao Disque 100 – Disque Direitos Humanos (a ligação é gratuita e o atendimento é de 24 horas).

Consiga provas do bullying. É importante que a vítima reúna provas e testemunhas de que o bullying aconteceu antes de levar o caso a alguma delegacia de polícia.

Se você é pai ou mãe, converse com seus filhos. Neste momento, ele pode ser vítima de bullying na escola e o caso não deve ser levado como vingança. Jamais encoraje seu filho a revidar. Procure a direção da escola e relate o acontecimento. Se o(a) diretor(a) não tomar nenhuma atitude, procure a polícia. No caso de seu filho ser o agressor, busque ter diálogos francos e diretos com ele. Afinal, ele está prejudicando a vida de alguém. Não encoraje a prática do bullying.

  • Veja também:

Compartilhe:

1 / 8
1
04:17
Estadão, Folha e O Globo apontam possível queda de Bolsonaro
Os jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo e O Globo - de maior circulação no país - …
2
04:56
Maconha e nudez usadas no WhatsApp contra universidades
Entenda como o pensamento de Olavo de Carvalho, guru de Jair Bolsonaro, impactou e instaurou uma crise generalizada em uma …
3
03:22
Teoria da conspiração associa facada em Bolsonaro ao filho Carlos
Teorias conspiratórias são, por definição, baseadas na irrealidade. Em alguns casos, em loucura. Mas uma em especial tem ganhado destaque …
4
04:04
Justiça quebra sigilo bancário de Flávio Bolsonaro e Queiroz
As acusações envolvendo esquemas de corrupção no gabinete de Flávio Bolsonaro estão ganhando um novo capítulo. Pedra no sapato do …
5
02:52
Bolsonaro diz que vai indicar Sergio Moro para vaga no Supremo
O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu em indicar o ministro Sergio Moro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal. A …
6
03:41
Movimentos estudantis convocam ato contra os cortes na educação
Um ato marcado para esta quarta-feira, 15 de maio, promete mobilizar secundaristas, universitários, pós-graduandos, professores e outros profissionais contra os …
7
06:06
A construção do papel de mãe para quem opta pela adoção
O depoimento de Rosangela Ferreira faz parte do especial Mãe não é tudo igual, que destaca que cada maternidade tem …
8
06:33
O drama de retornar ao trabalho após a licença maternidade
O depoimento de Maria da Conceição faz parte do especial Mãe não é tudo igual, que destaca que cada maternidade …