Últimas notícias:

Loading...

Consulta ONU: objetivo é melhorar ambiente urbano para cidadãos

Claudio Acioly, coordenador da consulta Cidades Sustentáveis, diz que dados coletados estarão à disposição das prefeituras como forma melhorar as cidades

Claudio Acioly Jr. e Gustavo Maia (CEO do Colab) assinam a parceria para a realização da Consulta Pública Cidades Sustentáveis

A consulta pública Cidades Sustentáveis, realizada pelo ONU-Habitat em parceria com o Colab, está na sua reta final. Os moradores de todas as cidades do país têm até o dia 31 de janeiro para responder às 29 questões da consulta, com assuntos como direito à terra, coleta de resíduos sólidos, resiliência a desastres naturais, entre outros. Para dar a sua opinião, basta baixar o aplicativo do Colab ou clicar aqui.

Nesta entrevista, Claudio Acioly Jr., diretor de capacitação e formação profissional do ONU-Habitat e coordenador da consulta, fala sobre esse projeto e seus objetivos.

Como surgiu a Consulta Pública Cidades Sustentáveis?

A consulta Cidades Sustentáveis nasceu no âmbito do Programa de Transparência e Localização das Políticas de Cidades Sustentáveis na América Latina, cujo objetivo principal é fortalecer o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11, que é tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Essa meta é ambiciosa e descobrimos cedo que precisa ser levada diretamente aos governos locais. A ONU trabalha suas agenda com governos nacionais, mas muitos dos objetivos devem ser trabalhados diretamente nas cidades. Muitas vezes, as prefeituras e os cidadãos não conhecem a agenda dos ODSs. Por isso nossa disposição em levar o tema para as cidades.

À medida em que íamos implantando o projeto em algumas cidades (La Paz e Tarija na Bolívia, Chimbote e Trujillo no Peru e Rio de Janeiro e Niterói, no Brasil), com workshops e capacitações, entramos em contato com o Colab, que já atuava em Niterói. Por meio do aplicativo, vimos uma oportunidade para entender como o cidadão avalia o ambiente em que vive.

Qual o objetivo da consulta?

Nosso objetivo final é promover as boas práticas para que o cidadão comum tenha um ambiente de qualidade, sustentável, seguro, resiliente e inclusivo. Os dados recolhidos vão proporcionar um feedback para as prefeituras e uma oportunidade de iniciar um diálogo.

Por que consultar as pessoas sobre esse assunto é importante?

Com a participação do cidadão, é possível enxergar coisas que muitas vezes passam batido pela gestão. Se as respostas dentro do tema de transportes forem muito ruins em uma cidade, ou em um determinado bairro, é porque há alguma falha. Com esse dado em mãos, a prefeitura pode buscar a origem do problema.

Esses dados mostram a visão do cidadão, que pode ser diferente da visão dos especialistas e dos administradores. É importante comparar essas respostas com dados locais para que a avaliação faça sentido.

Como esses dados poderão ser usados na prática pelas prefeituras?

As respostas estarão públicas e poderão ser usadas pelas administrações municipais. Vamos oferecer um relatório síntese com os dados das cidades com maior participação e buscar um diálogo com as prefeituras para que elas possam aproveitar as avaliações para avançar no cumprimento do ODS 11.

Com a consulta chegando ao final, já é possível avaliar o seu impacto?

Nunca nada que a ONU tenha feito atingiu esse nível de respostas de cidadãos. A parceria com o Colab foi citada na plataforma ONU Inovação e foi apresentada ao secretário-geral da entidade, António Guterres, em Nova York. Estamos muito entusiasmados porque os recursos eram poucos e os resultados estão sendo muito positivos.

Em parceria com Colab

O Colab é uma plataforma que conecta cidadão a governo, para dar mais voz ao cidadão e permitir ao governo que pratique uma gestão mais compartilhada e eficiente.