Decisão do STF pode anular todas as sentenças da Lava-Jato

Os procuradores da força-tarefa no Paraná dizem ver com "imensa preocupação" a decisão do Supremo contra condenação de ex-presidente da Petrobrás

Por: Redação Comunicar erro

Para a força-tarefa da Lava Jato no Paraná, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que anulou, nesta terça-feira, 27, a sentença de condenação do ex-presidente da Petrobras Aldemir Bendine, proferida pelo ex-juiz Sergio Moro, pode anular todas as sentenças da Lava-Jato.

stf anular lava-jato
Crédito: Nelson Jr/STFDecisão do STF pode anular todas as sentenças da Lava-Jato

Em nova divulgada, também nesta terça-feira, os procuradores afirmaram ter “imensa preocupação” com a decisão do Supremo e afirmou que ela pode se tornar precedente para anular a maior parte das condenações já expedidas na operação Lava-Jato.

A Segunda Turma do STF decidiu anular condenação do ex-presidente da Petrobras Aldemir Bendine sob o argumento de que as defesas apresentaram suas alegações finais nos mesmos prazos, sem distinção entre réus colaboradores e demais réus acusados.

“Essa nova regra não está prevista no Código de Processo Penal ou na lei que regulamentou as delações premiadas. Se o entendimento for aplicado nos demais casos da operação Lava Jato, poderá anular praticamente todas as condenações, com a consequente prescrição de vários crimes e libertação de réus presos”, diz texto divulgado pelos procuradores do Paraná.

As alegações finais no processo costumam ser a última oportunidade das partes envolvidas se manifestarem sobre a sentença dada.

Os ministros da segunda turma do Supremo entenderam, conforme a decisão desta terça, que com base no princípio da ampla defesa, os delatores e delatados não estão em condições parecidas no processo. Então, ao considerar isso, eles exigem que os prazos para as alegações finais sejam diferentes. Portanto, o réu delatado tem o direito a se manifestar por último.

Na ação tratada no Supremo, Bendine havia sido delatado por ex-executivos da Odebrecht, que também eram réus. Pela decisão, o caso deve voltar para a fase de alegações finais. A ordem dos ministros, porém, vale apenas para essa sentença especificamente.

A fixação dos mesmos prazos para delatores e delatados foi uma constante ao longo da Lava Jato e por causa disso os procuradores temem que a decisão do Supremo incida sobre os processos da operação.

No caso do sítio de Atibaia (SP), onde o ex-presidente Lula é réu, a apresentação das alegações finais ocorreu também dessa maneira, agora questionada pelo STF.

No caso do tríplex de Guarujá (SP), pelo Lula qual foi condenado e cumpre pena, não havia réus com acordos de colaboração homologados.

1 / 8
1
08:31
Lobão explica como funciona a mente de Olavo de Carvalho
Em entrevista ao vivo no estúdio da Catraca Livre para o jornalista Gilberto Dimenstein, o cantor Lobão, ex-afeto de Olavo …
2
03:39
Alter do Chão sofre com incêndio de grandes proporções
As chamas que consomem uma área de preservação ambiental de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, voltaram a se …
3
09:33
Glenn Greenwald: Os limites do jornalismo no governo Bolsonaro
Em entrevista a Gilberto Dimenstein, da Catraca Livre, Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site responsável pela série de …
4
03:50
Clã Bolsonaro nomeou familiares para cargos de confiança
Uma reportagem publicada pela revista Época mostra que 17 familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro,  foram …
5
10:59
David Miranda x Coaf: Glenn Greenwald fala sobre a investigação
Uma matéria publicada pelo jornal O Globo deu destaque para um relatório do Coaf, em que o deputado federal David …
6
05:12
Glenn Greenwald fala qual foi a matéria mais importante da #VazaJato
Qual foi a matéria mais importante da #VazaJato até agora? Quem responde essa pergunta é o jornalista Glenn Greenwald, do …
7
04:32
É possível apoiar a #VazaJato ao mesmo tempo que a Operação Lava Jato?
O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, deu uma longa entrevista ao jornalista Gilberto Dimenstein sobre a …
8
06:21
Prefeito do Rio censura HQ dos Vingadores por conta de beijo gay
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, mandou recolher todos os exemplares do gibi “Vingadores – A Cruzada das …