Democratas indicam transgênero à disputa do governo nos EUA

"Acho que o Vermont é um símbolo de esperança para o resto do país", declarou candidata que disputará governo de Vermont (EUA) em novembro deste ano

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: Reprodução/Instagram Em entrevista a Reuters, Christine comentou a escolha: “Isto é o que eu chamo de ampliar nossa bússola moral, e é isso que acho que representa”

Em campanha histórica, o Partido Democrata dos Estados Unidos anunciou a candidatura de Christine Hallquist,  primeira mulher transgênero a disputar um cargo de nível estadual nas eleições legislativas: concorrerá em novembro ao governo de Vermont.

Na última terça-feira, 14, ela venceu a primária das eleições realizada pela legenda: “Isto é o que eu chamo de ampliar nossa bússola moral, e é isso que acho que representa” disse em entrevista a Reuters.

A indicação de Christine acontece em um momento de instabilidade para os direitos dos transgêneros que, apesar dos avanços no governo Obama, testemunha série de retrocessos defendidos pelo atual presidente republicano, Donald Trump.

Levante trans na política 

Apesar disso, candidatos transgêneros vivem um momento de protagonismo no cenário político, quando em 2017 elegeram ao menos 10 representantes em diferentes cargos  – de legislaturas estaduais a comitês de planejamento urbano.

Para as eleições de novembro, 43 transgêneros disputam diferentes cargos em nível municipal, estadual e federal. Entre estes, representantes do partido democrata, candidatos independentes, pelo Partido Verde ou cargos apartidários, segundo levantamento do Instituto de Saúde Pública da Universidade de Harvard.

LGBTQ nas urnas 

A indicação de Christine representa uma vitória para o LGBTQ Victory Fund, organização criada com o objetivo de eleger lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. Para Annise Parker, presidente e CEO do grupo, este “é um momento determinante no movimento pela igualdade trans”.

De acordo com uma pesquisa sobre as eleições deste ano, antes da votação de Vermont, somente quatro candidatos transgêneros tinham vencido primárias – todos para cargos estaduais na Câmara de Deputados e no Senado, e disputarão uma eleição geral adiante. Dezessete perderam nas primárias ou em eleições gerais e 23 ainda serão submetidos aos votos dos eleitores./Com informações do portal Terra. 

Get Out the Vote! Thank you to everyone for your support!

Uma publicação compartilhada por Christine Hallquist (@christineforvermont) em

Compartilhe:

1 / 8
1
03:05
Bolsonaro dá tiro no pé ao nomear Eduardo para embaixada
O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de seu filho, Eduardo Bolsonaro, para a embaixada do Brasil nos …
2
02:31
Deltan usou Lava Jato para pedir férias de graça no Beach Park
Novos diálogos divulgados pelo jornal Folha de S. Paulo em parceria com o site The Intercept Brasil mostram que o …
3
02:09
Maioria reprova mudanças para o trânsito propostas por Bolsonaro
De acordo com uma pesquisa Datafolha, divulgada neste domingo, dia 14, a maioria da população reprova o projeto de lei …
4
02:00
Jair Bolsonaro volta a defender filho Eduardo na embaixada nos EUA
Alvo de críticas desde a última semana por indicar Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos, …
5
04:13
Eduardo Bolsonaro ganha bolsa embaixada de seu pai
O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que pretende indicar seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, como embaixador do …
6
06:27
Previdência: entenda como pode ficar a sua aposentadoria
A Câmara dos Deputados aprovou com 379 votos o texto-base da reforma da Previdência. No entanto, a proposta ainda pode …
7
01:58
Desastre na Bahia: Barragem se rompe e moradores deixam suas casas
Uma barragem se rompeu na cidade de Pedro Alexandre, a 435 quilômetros de Salvador, na Bahia, na manhã desta quinta-feira, …
8
16:59
Glenn no Senado: confira os principais momentos do depoimento
O jornalista Glenn Greenwald, editor do portal The Intercept Brasil, foi ao Senado prestar esclarecimento sobre o vazamento das mensagens …