Últimas notícias:

Loading...

Deputado bolsonarista é expulso de voo por tentar viajar sem máscara

O deputado federal Daniel Silveira é o mesmo que quebrou uma placa da vereadora Marilene Franco em 2018

Por: Redação

O deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) causou uma confusão e foi retirado por agentes da Polícia Federal de um voo da Gol em Guarulhos no meio de uma conexão que ia do Rio para Brasília nesta terça-feira, 26, por se recusar a usar máscara –obrigatório a todos os passageiros.

De acordo com a companhia, o parlamentar informou, na hora do embarque, ser deputado federal e alegou também que teria dispensa médica para a não utilização de máscara facial. As informações são do R7.

máscarca
Crédito: Pablo Valadares/Câmara dos DeputadosDeputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) foi expulso de voo pela PF por tentar viajar sem máscara

Segundo a Gol, o atestado apresentado pelo deputado alegando ter cefaleia crônica não se enquadra para o embarque sem máscara.

O deputado bolsonarista foi informado por um funcionário que teria o embarque negado, caso não utilizasse a máscara a bordo. Porém, o parlamentar seguiu adiante pelo finger até a aeronave.

No relatório da companhia ao qual o portal R7 teve acesso, Daniel Silveira teria alegado que o voo só sairia com ele a bordo. A Polícia Federal foi chamada para a retirada do parlamentar.

Nas redes sociais, o deputado nega que tenha sido expulso do voos por não querer usar a máscara.

“Fui expulso do voo da Gol por não utilizar a máscara? MENTIRA! Minha live no facebook explicado a verdade e desfazendo as mentiras criadas por meia dúzia de mequetrefes do “jornalismo” que ainda não estão satisfeitos com o mico que pagaram ontem”.

Esta não é a primeira vez que o deputado Daniel Silveira causa confusão em um voo pelo mesmo motivo. Em outubro de 2020, o parlamentar se recusou a usar máscara no aeroporto do Rio de Janeiro alegando estar amparado pela lei.

“Agora no aeroporto, entrei sem máscara e fui abordado uma vez. Expliquei que estou respaldado pela Lei 14.019/20 art 3° §7°, com licença médica que me garante o não uso e continuei a missão. Essa focinheira ideológica tem que ser combatida”, escreveu o deputado em uma rede social na ocasião.

No dia 10 de dezembro o deputado foi flagrado por passageiros sem máscara em um voo de Brasília para o Rio de Janeiro.

O deputado federal Daniel Silveira é o mesmo que quebrou uma placa da vereadora Marilene Franco (PSOL-RJ) dias antes do primeiro turno das eleições de 2018.

Compartilhe: