CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Digital Influencer torturado e baleado pode ficar em estado vegetativo

Elvis Xavier mantinha páginas nas redes sociais para denunciar irregularidades em Guarujá, litoral de São Paulo

Por: Redação

O digital influencer Elvis Xavier de Santana, de 37 anos, que foi torturado e baleado em Guarujá, no litoral de São Paulo, pode ficar em estado vegetativo. Ele deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e permanece internado em um quarto do Hospital Santo Amaro.

digital influencer estado vegetativo
Crédito: Reprodução/FacebookDigital Influencer torturado e baleado pode ficar em estado vegetativo

Amigos e familiares ressaltam que ele foi alvo de vingança pela grande repercussão de suas publicações, nas redes sociais, denunciando irregularidades na cidade.

O hospital De acordo com informações do hospital Santo Amaro, Elvis teve alta da UTI e foi encaminhado para uma enfermaria. Ele permanece com traqueostomia, pequena abertura feita na traquéia para facilitar a entrada de ar. Ainda segundo informações médicas, ele apresenta sequelas neurológicas, que podem mantê-lo em estado vegetativo, e o quadro clínico é estável.

No dia 16 de setembro, ele foi até uma comunidade da Vila Baiana, onde foi espancado e alvo de ao menos três tiros: um em cada perna e outro na cabeça. O motivou que levou Elvis até o morro ainda é investigado pela polícia.

O pai de Elvis recebeu uma ligação de um número restrito e foi informado de que o filho havia sido morto naquele endereço. Chegando ao local descrito, encontrou o rapaz agonizando. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Enseada e, pela gravidade, foi transferido ao Hospital Santo Amaro, onde permanece internado.

Conforme pessoas próximas ao influenciador que pediram anonimato com medo de represálias, o atentado poderia ter sido motivado por alguma publicação que Elvis tenha postado nas páginas colaborativas que mantém, principalmente no Facebook. Ele era o único administrador desses espaços e tem ao menos 20 perfis na rede social. A Polícia Civil declarou somente que a equipe da Delegacia Sede de Guarujá apura as circunstâncias e o autor dos disparos.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.