Doria defende Escola Sem Partido: “Política não é pra criança”

Por: Redação | Comunicar erro

O candidato à Prefeitura de São Paulo, João Doria, acredita que crianças não têm discernimento para entenderem sobre política. Ao contrário do que muitas escolas do exterior pregam, de que toda criança já deve ser educada como um cidadão pensante, Doria vai contra esta linha de pensamento.

João Doria (PSDB)
João Doria (PSDB)

“Nossos filhos não têm de ter educação política nas escolas. Uma criança de 6, 7 ou 8 anos não tem capacidade de decidir. Não pode ter política na escola”, disse o candidato num evento com sindicalistas da Força Sindical na Liberdade, região central da cidade.

O Escola Sem Partido, apesar do nome poder confundir a real intenção do projeto, vai contra a Constituição Federal que garante plena liberdade de expressão a todo cidadão, principalmente, aos professores em sala de aula.

Além disso, o Escola Sem Partido defende uma sala de aula sem espaço para a discussão da cidadania, uma garantia que é estabelecida na Lei de Diretrizes de Bases da Educação (9.394/96).

Veja a opinião de alguns educadores sobre o assunto: 

“O Escola Sem Partido quer evitar um pensamento crítico. Quer uma escola medíocre e conservadora. Este projeto afirma uma ideologia pautada em um fundamentalismo cristão evitado até pelo Papa Francisco, diante das possibilidades de um papado que sucedeu o ultraconservador Bento XVI”.

Daniel Cara, coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação.

“Toda criança e adolescente tem direito a se apropriar da cultura e a ler o mundo de forma crítica. A educação escolar é uma atribuição do Estado brasileiro. E o cidadão brasileiro tem o direito de aprender o evolucionismo de Darwin, a história das grandes guerras, a luta pela abolição da escravatura no Brasil, a desigualdade entre as classes sociais. O Escola Sem Partido quer evitar um pensamento crítico. Quer uma escola medíocre e conservadora, com uma ideologia pautada em um fundamentalismo cristão evitado até pelo Papa Francisco”.

Sandra Unbehaum, doutora em educação e pesquisadora da Fundação Carlos Chagas

“Como é que se desenvolve um pensamento crítico se não discutindo cidadania, política, filosofia, sociologia e história? Você não vai discutir política partidária, mas vai discutir num sentido amplo, de organização e composição da sociedade”.

Fernando Penna, professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF)

“No site do movimento Escola sem Partido, é dito que o professor não é educador, e sim transmissor de conhecimento. É representado como sequestrador intelectual. E os alunos aparecem como se fossem folhas em branco, sem autonomia. No site, chega a falar em ‘síndrome de Estocolmo’, em que os alunos são vítimas de sequestro intelectual e doutrinados pelo professor”.

Compartilhe:

Tags: #João Doria
1 / 8
1
08:30
Intercept: os principais pontos do depoimento de Moro no Senado
O ministro da Justiça, Sergio Moro, prestou esclarecimentos em audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) sobre …
2
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
3
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
4
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …
5
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
6
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
7
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …
8
03:04
Entendas os possíveis impactos do vazamento das mensagens de Moro
O site The Intercept Brasil divulgou trechos de mensagens trocadas entre o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, …