Últimas notícias:

Loading...

‘É o samba do ministério louco’, diz Doria sobre Ministério da Saúde

O governador de São Paulo criticou a divergência entre orientações sobre a vacinação dadas pelo Ministério da Saúde e o chefe da pasta, Eduardo Pazuello

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), debochou do Ministério da Saúde, nesta quarta-feira, 24, após a pasta entrar em divergência com uma orientação sobre a vacinação contra a covid-19 dada pelo ministro, Eduardo Pazuello. As informações são do UOL.

Crédito: Reprodução‘É o samba do ministério louco’, diz Doria sobre Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde voltou atrás no que Pazuello orientou estados e municípios. O ministro havia liberado os entes federativos para aplicar a segunda dose da vacina contra a covid-19 em outras pessoas como primeira dose, mas a pasta pediu que fossem reservadas.

“É o samba do Ministério Louco. É um ministério que informa em um dia, pelo seu Ministro, que vai privilegiar a primeira dose em detrimento da segunda dose. E o mesmo Ministério, 72 horas depois, volta atrás”, disse Doria.

O Secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse que a mudança não afeta o cronograma de vacinação do estado, mas espera um posicionamento oficial do ministério.

A orientação para que estados e municípios utilizem todas as doses disponíveis foi divulgado por Pazuello, durante reunião com prefeitos.

“Vamos acreditar em quem? No Ministro ou no Ministério? É o samba do Ministério louco. Num dia tem uma posição, no outro dia tem outra. Num dia tem vacina, outro dia não tem. Num dia tem seringa, no outro quer interditar estados que têm. É difícil administrar assim”, completou João Doria.

Compartilhe: