Últimas notícias:

Loading...

Eduardo Bolsonaro, defensor do AI-5, chama prefeito de BH de ditador

Internautas ironizaram ataque a Alexandre Kalil, reeleito com mais de 60% dos votos no 1º turno

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O prefeito eleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) virou alvo do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) após dizer no programa “Roda Viva“, da TV Cultura, ontem, 30, que “Bolsonaro errou muito na condução da pandemia”.

“Vamos ser muito sinceros: ele derramou dinheiro na pandemia. E negar a pandemia era verbalizar, foi de graça, não custou nada. Então, o mais difícil ele fez. Não economizou na pandemia. Se ele não tivesse negado e liderado a nação, teria gasto a metade do que ele gastou [porque mais pessoas teriam aderido a protocolos de segurança, como o isolamento social, segundo o seu raciocínio]. Faltou a liderança que a gente está vendo na Europa. Faltou um líder para nos guiar”, disse Kalil.

Boslonaro
Crédito: Agência Brasil/Reprodução/TV Cultura Eduardo Bolsonaro, que defendeu AI-5, chama prefeito de BH de ditador e é atacado na web

Hoje pela manhã, o filho do presidente usou as redes sociais chamou Kalil de ‘ditador’ e compartilhou no Twitter um trecho da entrevista no qual Kalil diz que pode fechar a cidade mais uma vez, caso a pandemia de covid-19 saia do controle.

“Se estão achando que a doença acabou, eu fecho tudo de novo. E disse em alto e bom som lá na entrevista coletiva, se quando eu precisava de voto eu fechei, imagina agora que eu não preciso”, disse Kalil no trecho do vídeo compartilhado pelo deputado.

“Parabéns BH, pela reeleição deste belo projeto de ditador, ou melhor, prefeito”, escreveu Eduardo Bolsonaro.

No Twitter, internautas subiram a #hastag “AI5” para atacar o filho de Bolsonaro.

“’Reelegeu’ e ‘ditador’ na mesma frase. e partindo do mesmo criador de “novo AI-5” que exalta a ditadura militar”, escreveu uma internauta.

Alexandre Kalil foi reeleito no primeiro turno com 63,5% dos votos.