CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Eduardo diz que AI-5 pode ser resposta à radicalização da esquerda

A declaração foi feita em entrevista à jornalista Leda Nagle

Por: Redação
eduardo bolsonaro
Crédito: Reprodução / YouTubeEssa foi a segunda vez nesta semana que o parlamentar citou uma possível ditadura no Brasil

Mais uma vez, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) incitou a volta da ditadura militar no Brasil. Em entrevista à jornalista Leda Nagle, publicada nesta quinta-feira, 31, o filho do presidente Jair Bolsonaro disse que se a esquerda do país “radicalizar”, como no caso dos protestos recentes do Chile, “uma resposta pode ser via um novo AI-5”.

“Se a esquerda radicalizar a esse ponto, a gente vai precisar ter uma resposta. E uma resposta pode ser via um novo AI-5, pode ser via uma legislação aprovada através de um plebiscito como ocorreu na Itália. Alguma resposta vai ter que ser dada”, afirmou o parlamentar.

“É uma guerra assimétrica, não é uma guerra em que você está vendo o seu inimigo do outro lado e você tem que aniquilá-lo como acontece nas guerras militares. É um inimigo interno, de difícil identificação aqui no país. Espero que não chegue a esse ponto, né, mas a gente de que estar atento”, completou.

Eduardo foi questionado sobre uma suposta ligação entre o Foro de São Paulo e as manifestações no Chile. Segundo ele, a ação dos manifestantes chilenos é semelhante a dos black blocs. “Vai chegar um momento em que a situação vai ser igual ao final dos anos 60 no Brasil”, disse.

O deputado falou, ainda, sobre as críticas ao governo de seu pai. “Tudo é culpa do Bolsonaro, percebeu? Fogo na Amazônia, que sempre ocorre —eu já morei lá em Rondônia, sei como é que é, sempre ocorre nessa estação— culpa do Bolsonaro. Óleo no Nordeste, culpa do Bolsonaro. Daqui a pouco vai passar esse óleo, tudo vai ficar limpo e aí vai vir uma outra coisa, qualquer coisa — culpa do Bolsonaro”, criticou.

Essa foi a segunda vez nesta semana que o parlamentar citou uma possível ditadura no Brasil. Na segunda-feira, 29, ele declarou no plenário da Câmara que se acontecerem no país manifestações como as do Chile, os envolvidos “vão ter que se ver com a polícia”. “A história irá se repetir”, enfatizou ele ao falar sobre a radicalização nas ruas.

Veja a entrevista:

O AI-5

O Ato Institucional de número 5, instaurado em 1968, foi um dos períodos mais sombrios e violentos da ditadura militar.

O AI-5 restabeleceu para o Brasil as demissões sumárias, as cassações de mandatos e as suspensões de direitos políticos. Também suspendeu as franquias constitucionais da liberdade de expressão e de reunião.

O artigo 10 do ato estabelecia a suspensão da “garantia de habeas corpus nos casos de crimes políticos contra a segurança nacional”. Assim, a repressão por parte dos militares estava liberada pelo Estado.

1
Como vai funcionar a renda básica emergencial de R$ 600?
Os trabalhadores de baixa renda sem carteira assinada vão poder contar com uma renda básica emergencial do governo para lidar …
2
Bolsonaro prefere ser ‘do contra’ e luta sozinho contra o isolamento social
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), insiste em desafiar as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização …
3
E se Bolsonaro foi contaminado com coronavírus?
O que não passava de pura especulação e teoria da conspiração tem ganhado ares de verdade com novos capítulos envolvendo …
4
Coronavírus: Câmara aprova auxílio de R$600 para pessoas de baixa renda
A Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira, 26, uma medida que prevê o pagamento de R$600 para trabalhadores de baixa …
5
Bolsonaro e o coronavírus: um presidente na contramão do mundo
O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de terça-feira, 24, pegou de surpresa integrantes do governo e …
6
Entenda a MP da Morte: da polêmica e revogação por Bolsonaro até o erro de redação de Guedes
Em apenas uma canetada o presidente Jair Bolsonaro autorizou empresas a suspenderem contratos com seus empregados por 4 meses, sem …
7
Coronavírus no RJ: a situação dos transportes e dos comércios
O Rio de Janeiro adotou medidas mais severas para conter o avanço do novo coronavírus. O governador do estado, Wilson …
8
Eduardo Bolsonaro cria crise diplomática ao culpar a China pelo coronavírus
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) meteu o pé pelas mãos, botou a culpa do coronavírus totalmente na China e …