Últimas notícias:

Loading...

Temer afirma: “Não vou renunciar”

Por: Maurício Thomaz

” Ir à luta”, esta é a palavra de ordem transmitida agora por um dos ministros presentes à reunião que pouco  no gabinete do presidente Temer. ” Renúncia, nem pensar”, acrescentou, segundo informação de Jorge Bastos Moreno, do O Globo.

” O presidente quer ver a fita da sua conversa com Joesley”, insistiu o ministro. Temer considerou um absurdo um presidente da República ser gravado. É a segunda vez que manifesta essa estranheza. A primeira foi quando foi gravado pelo seu então ministro da Cultura.

A ordem interna é resistir e transmitir clima de normalidade.

O ministro repetiu várias vezes a frase: ” O presidente quer ver a fita”.

Após a notícia da delação premiada que revela que o presidente Michel Temer (PMDB) deu o aval para comprar o silêncio de Eduardo Cunha na cadeia (com R$ 500 mil !!!), a Presidência da República emitiu nota oficial negando a acusação.

Leia abaixo na íntegra:

“O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.

O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.

O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados.”

  • Veja também:

Compartilhe:

?>