Embaixada da Venezuela em Brasília é invadida por apoiadores de Guaidó

O episódio aconteceu às vésperas da 11ª Cúpula do Brics, que reúne países que apoiam Nicolás Maduro no poder

Por: Redação

Na madrugada desta terça-feira, 13, apoiadores de Juan Guaidó, autodeclarado presidente da Venezuela, entraram pela primeira vez na embaixada da Venezuela em Brasília. Guaidó se tornou presidente interino no início deste ano, reconhecido por 50 países, entre eles, Brasil e Estados Unidos.

Crédito: Antonio Cruz/Agência BrasilJuan Guaidó, líder da oposição na Venezuela, com Jair Bolsonaro em Brasília

O episódio aconteceu às vésperas da 11ª Cúpula do Brics, que reúne os líderes de Rússia, Índia, China e África do Sul – países que apoiam que Nicolás Maduro continue no poder.

María Teresa Belandria, embaixadora nomeada por Guaidó para o Brasil, não está no país. No seu lugar,  Tomás Alejandro Silva, ministro-conselheiro da embaixada, teve acesso liberado no local.

Quando a notícia se espalhou, funcionários de Maduro também foram até lá, uma confusão começou a se instaurar e a Polícia Militar foi chamada, mas como o prédio é considerado território estrangeiro, não puderam fazer nada.

Belandria soltou um comunicado dizendo que um grupo de funcionários decidiu abrir as portas e entregar as chaves da embaixada de forma voluntária, além de reconhecer Guaidó como presidente.

A diplomacia dele já estava tentando tomar a embaixada e tirar os funcionário de Maduro do local, que agora não tem mais relacionamento diplomático com o Brasil, e estão pedindo para que outros sete consulados venezuelanos que existem no país façam o mesmo. As informações são do O Globo.

Compartilhe:

Tags:#Mundo