Opinião: voto Joaquim Barbosa em Haddad é uma bomba em Bolsonaro

É uma bomba no colo de Jair Bolsonaro nesta véspera de eleição

A inesperada revelação pública de voto de Joaquim Barbosa tornou irrelevantes as aguardadas adesões formais de Ciro Gomes e Fernando Henrique Cardoso a Fernando Haddad.
Joaquim Barbosa é um dos poucos ídolos nacionais na vida pública, responsável por enjaular lideranças do PT por causa do “mensalão”.
Ou seja, ele é um inimigo do PT, sabe de sua corrupção, mas, por ter medo de Bolsonaro, preferiu declarar voto em Haddad.
Joaquim Barbosa só não é o próximo presidente da República porque não quis mudar de vida. Dificilmente ele não estaria no segundo turno: tem a imagem de honesto ( e não é marketing), é um exemplo de alguém que vem de baixo e vence no mundo acadêmico dentro e fora do Brasil. É o negro que superou todas os preconceitos.
Imaginem, num segundo turno, Barbosa, com esse perfil, disputado contra Bolsonaro ou Haddad. Seria uma lavada.
Justamente por tudo isso, seu inesperado voto está bombando nas redes sociais justamente quando Haddad caça os votos dos indecisos.
Esse voto vem justamente quando uma onda reduz a diferença entre os dois candidatos.
Se vai mudar alguma coisa ninguém sabe. Mas foi o único fato relevante de Haddad nesse segundo turno.

Compartilhe: